1, 2, 3, 4, 5 ... Ufa!

Do lado da TV paga, SporTV e ESPN vivem, respiram, comem e dormem Olimpíada. As horas de transmissão já são incontáveis.O SporTV aproveita um pouco dos recursos da Globo, mas terá equipes próprias na China. Aliás, terá um caminhão de transmissão destinado somente à cobertura dos jogos de futebol. Mas o que chama mais a atenção é a quantidade de canais disponíveis para o público: 5! Será que tem gente para ver tudo isso? De todo jeito, a equipe tem de estar afiada. Luiz Carlos Jr. (foto), narrador do SporTV, confessa que "pulou" a parte do mandarim, mas ao longo do pré-olímpico dedicou-se a ficar de olho nos atletas. "É um momento que exige muito estudo, muita atenção, porque hoje a molecada sabe tudo (risos)", revela Luiz Carlos. E essa realidade ele vive em casa. "Meu filho tem 14 anos, é fanático por esporte, e às vezes acaba me ajudando."Nos canais ESPN, tantas outras horas de jogos, lutas, medalhas e recordes, com cerca de 150 pessoas envolvidas (45 lá no outro lado do mundo). No quesito preparação, Helvídio Mattos voltou às "aulas". "Tivemos um ciclo de palestras, que tratava desde a história da China, a economia, as transformações, a revolução. É uma fase de estudos", conta. Para tornar mais fácil a cobertura dos próximos Jogos, ele já facilita: guarda uma listinha com os campeões olímpicos e dá um jeito de ficar perto das novas promessas. Horas e horas sem dormir...

Thaís Pinheiro, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2008 | 23h21

Tudo o que sabemos sobre:
Olímpíadas de Pequim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.