Foto João Caldas/Divulgação
Foto João Caldas/Divulgação

'Um Bonde Chamado Desejo' tem quatro indicações ao Prêmio Shell-SP

28ª edição do Prêmio celebra os melhores do teatro paulistano

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

21 Julho 2015 | 14h41

A Shell divulgou ontem, 20, a lista dos indicados ao Prêmio Shell de Teatro de São Paulo do primeiro semestre de 2015. O espetáculo Um Bonde Chamado Desejo tem destaque com indicações nas categorias Direção, Atriz, Cenário e Figurino.

A peça de Tennessee Williams é dirigida por Rafael Gomes e tem no elenco Eduardo Moscovis, Donizetti Mazonas, Virgínia Buckowki e Maria Luisa Mendonça, a indicada ao troféu. A criação do cenário é assinada por André Cortez e o figurino por Fause Haten.

Na sequência, com três indicações, aparece o espetáculo Urinal, o Musical, concorrendo aos prêmios de Direção, Ator e Figurino.

Autor:

José Eduardo Vendramini por Cartas libanesas

Oswaldo Mendes por Insubmissas

Direção:

Zé Henrique de Paula por Urinal, o Musical

Rafael Gomes por Um Bonde Chamado Desejo

Ator:

Daniel Alvim por Dias de Vinho e Rosas

Daniel Costa por Urinal, o Musical

Atriz:

Clarice Niskier por A Lista

Maria Luisa Mendonça por Um Bonde Chamado Desejo

Cenário:

André Cortez por  Um Bonde Chamado Desejo

Attilio Baschera e Gregorio Kramer por Vanya e Sonia e Masha e Spike

Figurino:

Zé Henrique de Paula por Urinal, o Musical

Fause Haten por Um Bonde Chamado Desejo

Iluminação:

Aline Santini por Ludwig e Suas Irmãs

Caetano Vilela por Dias de Vinho e Rosas

Música:

Daniel Maia por 1 Gaivota, É Impossível Viver Sem Teatro

Egberto Gismonti por Dias de Vinho e Rosas

Inovação:

‘Oficina Cultural Oswald de Andrade’ pela ampliação e renovação no acolhimento de projetos de Artes Cênicas, com a plena ocupação de seu espaço por Grupos e Companhias de teatro, com uma ousada agenda cultural que potencializa a revitalização do bairro do Bom Retiro.

‘Pequeno Teatro de Torneado’ pelo processo de integração, orientação e experimentação na formação de jovens na linguagem teatral através do exercício crítico de cidadania, com o deslocamento e compartilhamento dos resultados de trabalho do coletivo em diferentes espaços de São Paulo. 

Mais conteúdo sobre:
Prêmio Shellteatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.