Divulgação
Divulgação

Tony Ramos inicia programa de entrevista com Antonio Fagundes

Em 'Arte do Encontro', ele estimula conversas com artistas, que revelam detalhes curiosos de sua carreira

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2016 | 06h00

Antonio Fagundes é o primeiro convidado de Arte do Encontro, programa de entrevistas comandado por Tony Ramos, que estreia na quarta-feira, 27, no Canal Brasil, às 21h30. Trata-se de uma conversa de alto nível - depois de ouvir Ramos declamar versos de Fernando Pessoa, Fagundes raciocina sobre as vicissitudes do mundo moderno. “Quando descobri o videogame, passei três dias jogando. Depois disso, resolvi voltar à literatura, mas, ao pegar um livro, não conseguia passar da primeira página - nesses três dias jogando, perdi completamente minha atenção”, conta Fagundes.

São observações como essa que interessam a Tony Ramos. Na conversa com o dramaturgo Silvio de Abreu, por exemplo, ele ouviu detalhes sobre o processo de criação de novelas, além de recordar seu começo como ator e a fase em que dirigiu pornochanchadas.

“Não sou íntimo da maioria dos convidados, ainda que os conheça há muito tempo”, lembra Tony. “Mas preferi não falar sobre a infância de cada um, mas, ao contrário, ouvir fatos pouco conhecidos, como a relação do Daniel Filho com o teatro de revista.”

Tony se surpreendeu também ao descobrir as diversas profissões exercidas por Ney Matogrosso antes de se consagrar como cantor. Para reforçar a conversa, Tony lê trechos de grandes obras literárias - com Matogrosso, foram trechos da peça Dois Perdidos Numa Noite Suja, de Plínio Marcos, enquanto Cassia Kis Magro preferiu As Aventuras de Alice no País das Maravilhas. “Nossa ideia é que esses escritos provoquem inquietações nos entrevistados e também no público.”

Tony gravou 13 (de um total de 26) programas de 25 minutos cada em um tempo apertado - antes de iniciar a gravação da série Vade Retro, da Globo. Assim, não conseguiu conciliar a agenda de amigos queridos como Fernanda Montenegro e Aracy Balabanian. A expectativa é de uma nova temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.