Angela Weiss / AFP
Angela Weiss / AFP

Teatros da Broadway permanecerão fechados até janeiro de 2021

Atitude prolonga a paralisação devido ao coronavírus por mais quatro meses

Redação, AFP

29 de junho de 2020 | 14h04

A Broadway, o distrito teatral icônico de Nova York, permanecerá fechado até o final do ano devido à incerteza decorrente da pandemia de coronavírus, afirmou segunda-feira a principal associação profissional do setor.

A Broadway League ainda não definiu uma data para a retomada das apresentações, mas oferece reembolsos e trocas por ingressos para todos os shows até 3 de janeiro de 2021.

A associação disse que estava desenvolvendo planos para abrir com segurança a atração turística mais rentável de Nova York, incluindo triagem e testes para os telespectadores, além de protocolos de limpeza e desinfecção.

As previsões são de que as apresentações possam recomeçar no início de 2021 para encerrar o maior desligamento de sua história.

"A alquimia de 1.000 estranhos em uma única sessão, estimulando artistas dentro e por trás do palco, será possível novamente quando os teatros da Broadway puderem abrigar com segurança locais inteiros", disse Thomas Schumacher, presidente do conselho de administração das Broadway League, em comunicado.

"A segurança do nosso elenco, equipe, orquestra e público é a nossa principal prioridade e esperamos retornar aos nossos palcos somente quando for seguro fazê-lo", acrescentou.

Juntamente com quase todos os eventos da cidade, os teatros da Broadway fecharam em meados de março, quando 31 produções foram realizadas e oito estavam em ensaios para estrear na primavera.

O fechamento da Brodway é um duro golpe. Em tempos normais, esses teatros arrecadam cerca de US $ 33 milhões por semana em vendas de ingressos.

Os responsáveis por Frozen, baseado no filme da Disney, já informaram que seu fechamento é permanente.

As peças Hangmen, que ainda não haviam sido lançadas, e Who's Afraid of Virginia Woolf? também anunciaram seu fechamento, embora ambas as produções sejam mais limitadas do que um musical em termos de exibição do elenco.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.