MARCOS D'PAULA/AGENCIA ESTADO
MARCOS D'PAULA/AGENCIA ESTADO

Teatro de Marieta Severo e Andréa Beltrão, no Rio, confirma corte do patrocínio da Petrobrás

Em nota, Teatro Poeira lamentou decisão e deve manter programação

Leandro Nunes, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2019 | 19h56

O Teatro Poeira informou em nota, em suas redes sociais, que a Petrobrás confirmou, entre os cortes de patrocínio nas artes cênicas, cinema e música, o apoio ao espaço teatral carioca criado em 2005 pelas atrizes Marieta Severo e Andrea Beltrão. "Lamentamos mais este retrocesso na relação do governo federal com as forças vivas da arte, da cultura e da educação." 

Com duas salas, o Poeira e Poeirinha, o teatro já recebeu inúmeros artistas entre eles nomes como Aderbal Freire-Filho, Gerald Thomas, Eugenio Barba, e espetáculos como Antígona, de Andréa BeltrãoEspelhos, de Ney Piacentini, e Heisenberg - A teoria da incerteza, com Barbara Paz e Everaldo Pontes, entre outros.

Apesar da decisão, o espaço informou que não pretende suspender a programação. "[O Teatro Poeira] espera não interromper inteiramente sua programação paralela de irradiação da arte teatral, com atividades pontuais, mantendo a expectativa de retoma-la inteiramente em tempos melhores."

O comunicado na íntegra: 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.