DRUID THEATRE
DRUID THEATRE
Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Quatro títulos para Tom Murphy

Dramaturgo irlandês morto em maio de 2018 aos 83 anos, é autor de 26 peças, mas, acredite, inédito no Brasil

João Wady Cury, O Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2020 | 03h00

O dramaturgo irlandês Tom Murphy, morto em maio de 2018 aos 83 anos, é autor de 26 peças, mas, acredite, inédito no Brasil. Agora o acerto de contas começou a ser feito. Quatro de suas obras acabam de chegar às livrarias em edição da Iluminuras: Um Assovio no Escuro (1961), O Concerto de Gigli (1983), Bailegangaire (1985) e Trilogia de Alice (2005). A tradução é do diretor teatral Domingos Nunez e a organização e introdução feitas pela professora Beatriz Kopschitz Bastos, especialista em dramaturgia irlandesa e na obra de Murphy.

VOZ DO OESTE IRLANDÊS 

Murphy teve seus textos montados pelo Druid Theatre, grupo irlandês de maior projeção internacional. A parceria com a diretora da trupe, Garry Hynes, foi um casamento perfeito. Não é para menos. Murphy tinha talento especial para falar de seu lugar no mundo, Tuam, no oeste irlandês. Tratou de temas como emigração e violência com rara felicidade. “Embora o teatro de Murphy já tenha sido apresentado ao Brasil no palco, a publicação sempre alcança um público maior”, diz a professora Beatriz Bastos. “Nosso desejo é tornar esse genial dramaturgo irlandês conhecido em nosso país pela universalidade de sua obra e para nos trazer um pouco da Irlanda.” Para o tradutor Nunez, a maior dificuldade foi achar equivalentes para a sintaxe e o vocabulário muito específicos que Murphy utiliza, tentando reproduzir a expressão linguística peculiar do oeste da Irlanda.

O FIBA CHEGOU 

De hoje a 2 de fevereiro, o Festival Internacional de Teatro de Buenos Aires, Fiba, será o principal evento teatral do mundo latino. Não é bolinho. São 2.800 artistas divididos em 530 espetáculos distribuídos por 115 espaços culturais. Além de produções argentinas, como as montagens mais recentes de dramaturgos locais, como Mariano Pensotti e Mauricio Kartum, há 14 peças estrangeiras, como Gioia, do diretor italiano Pippo Delbono, e Cuando Pases Sobre Mi Tumba, do uruguaio Sergio Blanco. O Fiba agora se firmou como um evento anual e virou coisa de gente grande. Um viva a los hermanos.

O INSTAGRAM SUMIU 

A conta do Instagram da atriz Juliana Galdino está fora do ar. Foi retirada no mesmo dia em que o seu marido, Roberto Alvim, ex-secretário especial de Cultura, foi demitido por plagiar Goebbels em seu discurso. Aliás, a conta de Alvim na plataforma, na única imagem postada - a dele mesmo - tem 977 comentários. A maioria pouco elogiosos.

3 PERGUNTAS PARA...

Eduardo Mossri - Ator, já fez peça com virose e usou fralda geriátrica

1. O que é ser ator?

É o que faz o diagnóstico, mas não dá o remédio. É o que mergulha em si para os outros poderem nadar.

2. Por que teatro?

O homem sempre terá a necessidade de se encontrar com o outro ao vivo.

3. Frase arrebatadora?

“Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências”, de Pablo Neruda.

Tudo o que sabemos sobre:
teatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.