Foto de 2010 de Brian Friel ao lado de um retrato seu na The National Gallery, em Dublin. Foto: EFE/Aidan Crawley
Foto de 2010 de Brian Friel ao lado de um retrato seu na The National Gallery, em Dublin. Foto: EFE/Aidan Crawley

Premiado dramaturgo irlandês Brian Friel morre aos 86 anos

Em suas peças, escritor retratou a sociedade da Irlanda e mostrou relacionamentos, conflitos e contradições de ressonância universal

MICHAEL RODDY, REUTERS

02 Outubro 2015 | 11h48

Brian Friel, o mais conhecido dramaturgo irlandês da segunda metade do século 20, morreu nesta sexta-feira, 2, aos 86 anos, informou a imprensa irlandesa.

Em suas obras, grande parte situada na cidade irlandesa fictícia de Ballybeg, Friel retratou a sociedade da Irlanda e mostrou relacionamentos, conflitos e contradições de ressonância universal.  Suas peças incluem Dançando em Lúnassa, The Faith Healer e Translations, traduzidas e encenadas em vários países.

"Ele interrogou retoricamente nossa própria história, nossa história de colonização, as nossas relações com a Grã-Bretanha, as nossas relações com o inimigo interno, e, às vezes, foi implacável nisso", disse Fiach McConghail, diretor do Teatro Abbey, à emissora estatal RTE.

O Abbey, teatro nacional da Irlanda, produziu a primeira peça de Friel, The Enemy Within, em 1962, enquanto ele ainda estava trabalhando como professor.

Mais conteúdo sobre:
Brian Friel Teatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.