Henrique Oda
Henrique Oda
Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Poe leva terror ao palco do Olido

No Centro Cultural Olido, a peça 'A Cripta de Poe' traz seis histórias fantásticas e fantasmagóricas do escritor

João Wady Cury, O Estado de S. Paulo

10 Janeiro 2019 | 02h00

Parece piada pronta e talvez seja. Mal começa o ano e o terror toma conta do palco do Centro Cultural Olido. A peça chama-se A Cripta de Poe e traz seis histórias fantásticas e fantasmagóricas do escritor norte-americano Edgar Allan Poe. Trata-se de uma nova versão, mais tecnológica que a anterior, com vários efeitos visuais. “A anterior tinha atores italianos e brasileiros”, conta o diretor Lenerson Polonini, da Companhia Nova. “Agora são brasileiros e acrescentamos o conto Coração Denunciador.” E uma surpresa: o ator Paulo Cesar Pereio surge em vídeo como o “velho Poe”. A temporada será micro, três dias, no Olido, à Avenida São João, centro de São Paulo, de 18 a 20 de janeiro. E a entrada é gratuita.

*

FESTA NO INTERIOR 

Também no interior paulista o ano começa animado, com uma celebração das artes cênicas de dar gosto. A Cia. Cênica selecionou 17 trabalhos de grupos brasileiros ligados ao teatro e à dança para a terceira edição da Mostra Cênica Resistências – fazem parte grupos nas áreas de teatro, dança, performance e artes visuais. O evento ocorrerá de 6 a 10 de fevereiro na cidade da companhia, São José do Rio Preto. São oito espetáculos para palco e seis de rua, além de uma performance e duas videoinstalações. Um dos destaques é Bartleby, adaptação para o palco do texto de Herman Melville, com a Cia. Bardos de Teatro, de São José do Rio Preto (SP). Mas também há na mostra grupos de Piracicaba (As Patacoadas de Cornélio Pires – Andaime Teatro), Itapira (Romeu e Julieta, da Cia. Talagadá – Teatro de Formas Animadas) e São Carlos (Auto da Paixão e da Alegria – Cia. Espelunca de Teatro). Toda a programação é gratuita e se dará em vários espaços culturais da cidade. 

  

OUTROS NÓS 

O mineiro Galpão chega a São Paulo com Outros em 24 de janeiro, no Sesc Bom Retiro, depois de passar por Belo Horizonte e Rio de Janeiro. A peça é desdobramento de Nós, apresentada por aqui em 2017, mas que volta a São Paulo dias 9 e 10 de março.

TEATRO NO AQUÁRIO  

Dois peixes de pelúcia levam uma vida simples em um aquário, criando ficções para existir. Sim, inspiração no Teatro do Absurdo de Beckett e Ionesco. A dramaturgia de Absurdas, de Carol Pitzer, com direção de Rafael Costa levam a história dos peixinhos ao limite da observação sobre os donos do aquário, nós, humanos. Estreia dia 29 de janeiro na sala Paschoal Carlos Magno, do Sérgio Cardoso. No elenco, José Junior e o diretor. 

  

DRAMA NO WORKSHOP 

O ator e diretor Antônio Januzelli leva seu Laboratório Dramático, de 17 a 31 de janeiro, para o Sesc Ipiranga. O curso aborda o processo de preparação e criação cênica para atores e atrizes de teatro, desautomatização das ações cotidianas e fluidez das expressões corporal, vocal e emocional.

*

3 perguntas para...

Rubens Caribé - Ator, gosta de estudar

1. Por que teatro?

Contar uma história pode valer uma vida.

2. Com qual personagem se parece?

Não ouso escolher uma personagem, os que me veem à mente parecem me instigar mais por vaidade em encená-los do que por semelhança comigo. Não se cria personagem por similaridade. Talvez, antes, pelas diferenças.

3. Como gostaria de morrer em cena?

Bem no fim.

 

Mais conteúdo sobre:
Edgar Allan Poeteatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.