Renato Mangolin
Renato Mangolin

Peças online recebem prêmio APTR

Pela primeira vez, premiação escolhe produções apenas transmitidas pela internet

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2021 | 10h14

O musical Jacksons do Pandeiro foi um dos vencedores do Prêmio APTR de Teatro, concedido pela Associação dos Produtores de Teatro. Em sua 15ª edição, o prêmio não apenas abriu o olhar para produções de outros estados como também contemplou espetáculos apresentados apenas de forma online, o que exigiu uma modificação nas categorias.

Assim, as indicações se dividiram entre espetáculos inéditos (transmitido ao vivo/gravado e editado) e adaptados (apresentado anteriormente de forma presencial/ levado à internet, seja por transmissão ao vivo ou editado).

Na categoria Espetáculo Inédito ao Vivo, foram premiados os espetáculos Jacksons do Pandeiro, do Rio, e "udo que coube numa VHS, do grupo pernambucano Magiluth; já na de Espetáculo Inédito Editado, o prêmio foi para Sigo de Volta, de São Paulo.

Na categoria Espetáculo Adaptado ao Vivo, o escolhido foi Contrações, do Grupo 3 de Teatro, de São Paulo, enquanto em Espetáculo Adaptado Editado, houve outro empate entre Habite-me: teatro de máscaras, dança e bonecos e Processo Julius Caesar, da Cia dos Atores, do Rio. 

Finalmente, na categoria Jovem Talento (Troféu Manuela Pinto Guimarães), o prêmio foi para o elenco do espetáculo Negra palavra - Solano Trindade, do Rio. O Prêmio Especial foi para o ator e humorista Fabio Porchat.

A cerimônia aconteceu de forma online, na noite de quinta, 19, direto do Galpão Gamboa, no Rio, e foi apresentada por Marco Nanini e Renata Sorrah. Os vencedores fizeram seus discursos também via internet e a maioria aproveitou para criticar a condução do governo federal em relação à cultura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.