Peça inspirada em obra de Visniec mostra tentativa de diretor em montar um clássico de Shakespeare

Peça inspirada em obra de Visniec mostra tentativa de diretor em montar um clássico de Shakespeare

‘Ricardo III ou Cenas da Vida de Meierhold’, com direção de Clara Carvalho, estreia neste sábado, 1º, no CCSP

Adriana Del Ré, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2019 | 11h00

Na peça Ricardo III ou Cenas da Vida de Meierhold, que estreia neste sábado, 1.º, no Centro Cultural São Paulo (CCSP), a diretora e atriz Clara Carvalho está de volta à obra do dramaturgo e jornalista romeno Matéi Visniec. Clara já havia dirigido Condomínio Visniec (2019) e codirigiu A Máquina Tchekhov (2015) ao lado de Denise Weinberg, e agora mergulha na história do consagrado diretor russo Meierhold (1874-1940), inventor da Biomecânica e integrante do Teatro de Arte de Moscou, e sua tentativa frustrada de encenar a peça Ricardo III, de William Shakespeare. Enquanto se dedica à montagem, Meierhold tenta entender o que se passa na própria cabeça, mas acaba sendo impedido de fazer seu trabalho, atormentado por personagens políticos, familiares e fantasmas que povoam sua mente.

Durante essa tentativa de finalizar a encenação do clássico shakespeariano, nasce um filho do diretor russo. Trata-se de um boneco de manipulação que é o próprio Ricardo III – e ele não aprova a direção do pai. Meierhold acaba sendo preso e a peça é cancelada. O boneco é uma criação de Beto Andreta, da Cia. Pia Fraus. O elenco traz os atores Rubens Caribé, Duda Mamberti, Fernanda Gonçalves, Junior Cabral, Lívia Prestes, Mara Faustino, Rogério Brito e Rogério Pércore.

O convite para Clara dirigir a montagem de Ricardo III ou Cenas da Vida de Meierhold veio em 2017, da produtora cultural Livia Prestes, que já conhecia seu trabalho com a obra de Visniec. “O texto de Ricardo III ou Cenas da Vida de Meierhold faz parte de uma das vertentes das obras de Visniec: a do teatro que fala sobre o teatro”, conta a diretora. “Nesse caso, o autor põe em cena o grande encenador russo Vsévolod Meierhold, nos seus últimos momentos de vida, tentando colocar em cena sua montagem personalíssima da peça de Shakespeare, mas não consegue passar pelo crivo das comissões de vigilância artística da antiga União Soviética, em 1940.”

Meierhold propunha retratar Ricardo III como um homem comum, o que o regime político não tolerava. “A peça é uma meditação sobre o mal. Aparece na nossa montagem um boneco terrível feito pela companhia Pia Fraus, que é parido em cena pela mulher de Meierhold”, descreve a diretora. “Ele é o tal ‘homem novo’ deste mundo distópico concebido pelo autoritarismo; o boneco na peça é mesmo uma criatura terrível e grosseira, e é manipulado por três atores do elenco. Meierhold renega este filho veementemente. O que vemos em cena, na verdade, se passa dentro da cabeça dele antes de seu fuzilamento.”

Clara leu a primeira peça de Matéi Visniec, A Máquina Tchekhov, em 2014, e se encantou por sua obra. Na época, ela coordenava um grupo de estudos para atores profissionais sobre Tchekhov, no galpão do Grupo Tapa, quando um dos atores trouxe a peça do Visniec. Foi então descobrindo as outras peças dele que tinham sido editadas no Brasil e decidiu fazer um outro grupo de estudos só com textos do dramaturgo.

“Destes estudos surgiram as montagens de A Máquina Tchekhov, em 2015 e Condomínio Visniec, que estreamos em março de 2019, no Sesc Ipiranga. Foi apaixonante fazer estes dois trabalhos, porque eles surgiram de experiências e estudos cênicos, junto com os atores que estavam comigo, mergulhados nesse universo, surrealista, poético, humorado e ao mesmo tempo trágico deste autor.”

Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1.000, Liberdade, tel. (11) 3397-4002. Temporada: 1º de junho a 7 de julho. Às sextas e sábados, às 21h; e aos domingos, às 20h; sessões às quintas: 6, 13 e 20 de junho – quintas às 21h. Ingresso: R$ 30.

Tudo o que sabemos sobre:
Ricardo IiiMatéi Visniec

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.