RODRIGO LOPES
RODRIGO LOPES

Nathalia Timberg chega a SP com ‘Através da Iris’, inspirado na vida da decoradora e musa da moda

Atriz sai do papel do músico Chopin para entrar na nova montagem sobre Iris Apfel

Leandro Nunes, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2019 | 03h00

“É realmente algo para ver, sua vida interpretada e representada. Obrigada à equipe do Brasil que trabalhou tanto para unir tudo isso”, foi o agradecimento e a surpresa da estilista Iris Apfel, de 97 anos, ao saber que a atriz Nathalia Timberg iria interpretar a diva da moda no espetáculo Através da Iris, que estreia nesta sexta, 18, no Teatro Faap. Após temporada no Rio, Nathalia, de 89, conta como tem sido redescobrir a personagem nesse solo, ao lado do público brasileiro. “Ela tem uma percepção do mundo e se comporta com tanta liberdade.” 

Iris é uma estilista, design de interiores, referência para as grifes e a moda mundial. Com seus óculos extravagantes, ela é a única capaz de criar um estilo que mistura roupas assinadas por grifes, peças tribais e acessórios de brechó. Iris é das mulheres que acreditam que “vestir-se de acordo com sua idade é uma grande idiotice”. Sua conta no Instagram, de onde agradeceu a Nathalia, registra um cotidiano cheio de cores com seus looks excêntricos. “Entendi o tamanho de sua influência quando vi a exposição no Metropolitan Museum of Art. Há uma mistura do contemporâneo com o antigo, em boas doses de equilíbrio, é provocante”, lembra a atriz.

Com texto de Cacau Hygino, a peça destaca momentos da vida da estilista, que iniciou sua carreira ao lado do marido, em uma empresa de papéis de parede inspirados em estampas de tecidos dos séculos 17, 18 e 19 e início do 20. Para atender os clientes igualmente excêntricos, Iris ia à Europa duas vezes ao ano e voltava com contêineres cheios de antiguidades para se inspirar. A empresa durou até 1992, quando o casal se aposentou. Seu primoroso trabalho como design de interiores levou Iris a ser responsável pela decoração da Casa Branca durante o mandato de nove presidentes, de Truman a Kennedy e de Johnson a Clinton. 

Para Nathalia, as ideias e a originalidade da musa da moda são elementos que despertam a vivacidade em todo artista. “Não gosto de bitolas”, diz. “Sempre busquei um caminho que pudesse ousar, mas também celebrar um clássico. Iris buscou um caminho individual e se tornou inovadora. Sua ideia de moda ultrapassa o que a indústria pensa.” Em 2017, Nathalia estreou Chopin ou o Tormento Ideal no papel do pianista. “Agora temos algo mais documentário e com a direção de Maria Maya.”

Depois da temporada em São Paulo, Nathalia conta que está pronta para viajar. “Devo ser a atriz mais itinerante do Brasil. Não me canso.”

Além do palco, ela já está escalada para Dias Felizes, nova novela da TV Globo, de Walcyr Carrasco, ao lado de nomes como Rosamaria Murtinho e Paolla Oliveira. 

ATRAVÉS DA IRIS. Teatro Faap. R. Alagoas, 903. Tel.: 3662-7233. 6ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 80 / R$ 40.  

Estreia 18/1. Até 10/3. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.