Joaquim Araújo
Joaquim Araújo

Musical 'Em Algum Lugar Entre as Estrelas' entrelaça histórias de amor, fuga e reconhecimento

Musical ao estilo off-Broadway aborda relacionamentos atravessados tanto por preconceitos como pela ditadura militar

Ubiratan Brasil, O Estado de S. Paulo

17 de junho de 2022 | 05h00

São três personagens que contam histórias de suas vidas. Gabriela, desde jovem, tem uma paixão mal resolvida por Joaquim, que se arrasta ao longo dos anos; já Leonardo relata seus relacionamentos homoafetivos desde os anos 1990, quando passou a seguir sua orientação sexual; e, por fim, Paula, com a trajetória mais trágica: seu casamento é marcado pela ditadura militar, com o marido sendo preso e depois obrigado a se exilar.

Como em um quebra-cabeça (ou uma estilosa colcha de retalhos), as histórias se entrelaçam e formam o conjunto de Em Algum Lugar Entre as Estrelas, musical ao estilo off-Broadway em cartaz no Espaço ao Cubo, na Barra Funda, toda 4.ª e 5.ª, às 20h30, até 28 de julho.

Com texto de Juliano Marceano, letras de Gabriela Gonzalez e músicas de Paulo Ocanha, o espetáculo conquista sutilmente o espectador à medida que ele se torna familiarizado com aqueles personagens, que buscam a felicidade, ainda que obrigados muitas vezes a dar o braço a torcer ou mesmo privilegiar a luta por uma causa em vez de ser feliz.

“Ouvindo as histórias desses personagens sobre seus erros e acertos, dissabores e afetos, notamos que todos estão conectados num grande círculo e que tudo que nos transpassa deixa marcas que reverberam além da nossa existência”, conta Marceano, que também vive o personagem Leonardo. Ao seu lado estão Diego Bargas, Michelle Giudice, Vanessa Rodrigues, Deivid Bispo, Renato Milan e Gabrielle Felippe, todos em comoventes atuações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.