The New York Times
The New York Times

Morre Lee Breuer, lenda do teatro americano

Em 1970 ele fundou com o compositor Philip Glass o grupo Mabou Mines, em Nova York

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2021 | 16h14

Dois anos depois de remontar um de seus grandes sucessos, The Gospel at Colonus, sua única peça na Broadway, pela qual foi indicado ao cobiçado prêmio Tony (que recusou), o diretor teatral norte-americano de vanguarda Lee Breuer morreu no domingo, aos 83 anos, de câncer pulmonar. Sua mulher, a atriz Maude Mitchell, confirmou sua morte em sua casa no Brooklin Heights, em Nova York. Breuer, fundador do grupo experimental Mabou Mines, foi um monumento do teatro, um realizador sem barreiras estéticas, que tanto podia fazer uma montagem de Ibsen – e ele dirigiu duas adaptações de Casa de Bonecas com sua mulher no papel principal – como uma versão heterodoxa de Sófocles, Édipo em Colonus, transformada por ele em The Gospel at Colonus, que foi apresentada em São Paulo em 1997, no Parque da Independência, no Ipiranga.

Foi um espetáculo catártico, como as tragédias gregas. Quem viu jamais esquece. Édipo, já destronado, é substituído no musical (seria melhor dizer ópera?) por um reverendo batista. O espetáculo é solene, com direito a um coro grego transformado em coro pentecostal. A morte de Édipo é pranteada como a morte de um líder cristão – e essa apropriação transcultural tinha tudo a ver com o sincretismo religioso brasileiro, que não escapou a Lee Breuer, um mágico do teatro, capaz de levar espectadores ao delírio, como em The Gospel at Colonus.

No entanto, não se conclua que Lee Breuer fazia espetáculos para a massa. Quando fundou o grupo experimental com o compositor Philip Glass, em 1970, junto a três outros artistas, suas montagens eram pequenas, econômicas, mas cheias de imaginação. O grupo (David Warrilow, Ruth Maleczech e Joanne Akalaitis, além de Breuer e Glass) foi logo apadrinhado pela companhia experimental de Ellen Stewart, do La Mama, do East Village, que também apoiou Gerald Thomas em sua carreira, em Nova York. Desde sempre, o objetivo do grupo não era o de produzir textos originais, mas montar clássicos segundo o ponto de vista dos encenadores. Foi assim com Sófocles, Ibsen e também com uma montagem baseada em Peter Pan, a stravaganza Peter and Wendy (1996). Houve, sim, exceções: La Divina Caricatura, Part 1, The Shaggy Dog (2013) foi escrita e dirigida por Lee Breuer. O diretor estava preparando uma adaptação da obra clássica de Jonathan Swift, As Viagens de Gulliver, que iria se chamar The Fifth Voyage.

Tudo o que sabemos sobre:
Lee Breuerteatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.