Toni Garriga/ EFE
Toni Garriga/ EFE

Inspirado em Messi, novo espetáculo do Cirque du Soleil estreia em outubro na Espanha

Atração será dividido em duas partes, cada uma com 45 minutos de duração, como em uma partida de futebol

Redação, EFE

29 de janeiro de 2019 | 13h43

O espetáculo do Cirque de Soleil inspirado no jogador de futebol argentino Lionel Messi estreará no dia 10 de outubro deste ano, no Parc del Fòrum, em Barcelona, na Espanha, para depois partir em turnê mundial.

A capital da Catalunha receberá 32 sessões do Messi10 by Cirque de Soleil, como a atração foi batizada, conforme anunciou o diretor da empresa Popart Music, Matías Loizaga.

Depois da cidade, a única espanhola que receberá a atração, em 2020, a turnê será iniciada ao redor do mundo. A lista de países no caminho da montagem ainda não foi divulgada.

Messi não fará parte do elenco do espetáculo, mas, a os números de circo giram em torno de sua figura. O craque, camisa 10 do Barcelona e da seleção argentina, inclusive, participou da criação do projeto.

Para esta atração, a equipe criativa do Cirque du Soleil decidiu substituir a clássica tenda circense por instalações em que possam ser montadas arquibancadas, reproduzindo o entorno de um estádio de futebol.

"A ideia é reproduzir a rivalidade e dividir o público em locais ou anfitriões, de acordo com o lugar em que estiverem sentados", explicou o diretor e criador da montagem, Mukhtar Omar Sharif Mukhtar.

O espetáculo terá duração de 90 minutos, divididos em duas partes de 45, ou seja, assim como um jogo de futebol. Uma diferença é que, na saída do túnel do vestiário, passarão 46 artistas de circo e não 22 jogadores.

A imagem de Messi estará presente em muitos momentos, o mais evidente, em uma projeção em tela gigante, que descerá pelo teto até o centro do palco. A história foca na vida do astro, narrando a trajetória de um jovem com inesgotável ambição e força de vontade, contam os idealizadores.

"Messi também está presente pelos seus valores, porque as coisas em que Messi acredita, são as que defendemos no espetáculo", contou o ex-goleiro do Barcelona José Manuel Pinto, que vem se dedicando a música e assessorou o Cirque du Soleil.

A capacidade da arquibancada montada para a atração será de 3 mil pessoas. Em paralelo ao "Messi10 by Cirque de Soleil" acontecerá o espetáculo paralelo "Messi10 Challenge".

"É um parque temático, em que os participantes deverão superar uma série de provas. Quem vencer será devidamente ovacionado e aclamado pelo público no palco central", revelou o cofundador da Popart Music, Sergio Lavié. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Cirque Du SoleilMessi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.