Sara Krulwich/The New York Times
Sara Krulwich/The New York Times

‘Hamilton’ e outros musicais da Broadway cancelam apresentações no Natal

Espetáculos são cancelados depois de testes positivos para covid entre membros do elenco

Michael Paulson, The New York Times

21 de dezembro de 2021 | 08h25

Vários dos maiores musicais da Broadway, incluindo Hamilton, Hadestown e Aladdin, estão cancelando todas as apresentações até depois do Natal, e Jagged Little Pill anunciou que estava encerrando sua temporada, já que um aumento nos casos de coronavírus afeta as artes performáticas em toda a América do Norte, bem como em Londres. 

Os cancelamentos, provocados por testes positivos de coronavírus entre os membros do elenco ou da equipe, acontecem no pior momento possível para muitas produções, porque a temporada de férias é normalmente a época mais lucrativa do ano. 

Foi uma semana difícil para as artes performativas. No sábado e no domingo, cerca de um terço dos shows da Broadway cancelou suas apresentações. Na segunda-feira, Jagged Little Pill, um musical de rock com canções de Alanis Morissette que interrompeu as apresentações no sábado após testes positivos, informou que não voltaria em cartaz. 

O musical ainda estava encontrando seu equilíbrio financeiro quando a pandemia atingiu, e então foi abalado novamente pela variante Ômicron; seus produtores disseram em um comunicado que "a rápida disseminação da variante Ômicron, mais uma vez, mudou tudo." E, com a variante gerando um aumento no número de casos, houve vários cancelamentos induzidos pela covid fora da Broadway, bem como em Chicago, Houston, Denver, Los Angeles e outras cidades.

Hamilton, um rolo compressor com ingressos esgotados que tinha sido o show de maior bilheteria na Broadway, citou os casos inovadores COVID-19 em sua empresa como o motivo do cancelamento. O show está cancelado desde 15 de dezembro - a matinê continuou conforme programado naquele dia, mas a apresentação da noite foi cancelada - e a próxima apresentação possível é 27 de dezembro.

Hadestown, uma versão contemporânea do mito de Orfeu e Eurídice , também cancelou apresentações até 27 de dezembro, assim como Dear Evan Hansen, sobre um estudante do ensino médio com ansiedade; Ain't Too Proud, sobre os Temptations, e MJ, um novo musical sobre Michael Jackson que ainda está em prévias. E o Aladdin, que no início do outono havia resistido a uma paralisação de 12 dias, anunciou na segunda-feira que estaria fechado até domingo.

A maioria dos shows ainda está em exibição - atualmente há 32 produções na Broadway, e pelo menos dois terços delas, incluindo sucessos de longa duração como O Rei Leão, Wicked e O Fantasma da Ópera, continuam a se apresentar. E uma revivificação de forte venda de The Music Man, estrelado por Hugh Jackman e Sutton Foster, começou as prévias na noite de segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.