VisitBritain/Divulgação
VisitBritain/Divulgação

Festival de Edimburgo e mostra Fringe são cancelados por causa da pandemia de coronavírus

Tradicional evento internacional de teatro não será realizado pela primeira vez em 70 anos

Redação, Reuters

01 de abril de 2020 | 12h55

O Festival de Edimburgo, na Escócia, que inclui a mostra internacional de música e artes e o famoso evento de comédia Fringe, foram cancelados pela primeira vez em mais de 70 anos por causa do coronavírus, disseram os organizadores nesta quarta-feira.

Com 25.000 artistas de mais de 70 países, os cinco festivais atraem cerca de 4,5 milhões de pessoas para a capital escocesa todo mês de agosto.

Shona McCarthy, diretora executiva da Sociedade Fringe do Festival de Edimburgo, disse: "É de partir o coração que o Fringe e os outros festivais, em agosto, não ocorrerão como planejado neste verão”.

"No entanto, consideradas todas as opções, acreditamos coletivamente que esta é a única resposta apropriada", completou.

A história dos festivais remonta a 1947, quando, após a Segunda Guerra Mundial, o Festival Internacional de Edimburgo foi fundado para promover a reconciliação através da arte.

O Fringe, que atrai milhares de aspirantes a comediantes, começou no mesmo ano, quando oito grupos de teatro apareceram sem ser convidados para se apresentar à margem do primeiro Festival Internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.