Divulgação
Divulgação

Espetáculo 'Irmãos de sangue' vence prêmio de teatro no Rio de Janeiro

André Curti e Artur Ribeiro dividiram o de melhor ator

Roberta Pennafort , O Estado de S. Paulo

18 Março 2015 | 11h56

O espetáculo Irmãos de sangue, da companhia franco-brasileira Dos à Deux, ganhou o maior número de troféus no Prêmio Shell carioca, cuja entrega foi na noite desta terça-feira, 17, no Espaço Tom Jobim. Também diretores, os atores André Curti e Artur Ribeiro dividiram o de melhor ator, e a peça, que passou pelo Rio, São Paulo, Santos e Paris, venceu também por seu cenário. "Irmãos de sangue" não tem falas, se desenvolve nos gestos do elenco.

E se elas fossem para Moscou? deu o prêmio de direção a Christiane Jatahy e de atriz a Stella Rabello. O musical Samba Futebol Clube levou os de música (para Nando Duarte) e inovação (pela excelência de desempenho do elenco).

O melhor texto, na opinião dos jurados, foi o de Galápagos, de Renata Mizrahi. O figurino, o de Chacrinha, o musical, feito por Claudia Kopke. A iluminação, de A dama do mar, assinada por Maneco Quinderé.

A premiação, dada já há 27 edições, é o troféu e mais R$ 8 mil. Os jurados foram: o diretor Moacir Chaves, o crítico Macksen Luiz, a professora Ana Achcar, a cenógrafa Bia Junqueira e o criador do Prêmio Shell, João Madeira.

Mais conteúdo sobre:
Irmãos de sangue teatro Prêmio Shel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.