Rafael Nogueira
Rafael Nogueira

Em cerimônia virtual, Prêmio Shell escolhe os vencedores do Rio

Após ter edição cancelada, a cerimônia celebrou, à distância, as melhores produções da temporada; veja a lista

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2020 | 13h08

Após ter sua edição cancelada, por causa da pandemia do novo coronavírus, o Prêmio Shell de Teatro - RJ apresentou os vencedores em  cerimônia virtual, com resultado nesta sexta, 17.

Apresentado pelos atores Leopoldo Pacheco e Vilma Melo, a premiação celebrou os melhores da temporada. O homenageado da edição foi o ator Pedro Paulo Rangel, que festeja 50 anos de carreira.

Entre os ganhadores, a atriz Analu Prestes venceu na categoria melhor atriz, por As Crianças, e A Cor Púrpura foi escolhido como melhor iluminação.

Veja a lista completa: 


Iluminação:

Rogério Wiltgen por “A cor púrpura, o Musical”

Figurino:

Wanderley Gomes por “Oboró - Masculinidades negras”

Música:

Wladimir Pinheiro por "As Comadres"

 Cenário:

Fernando Mello da Costa por “Solo”

Inovação:

Terreiro Contemporâneo por abrigar companhias de teatro e dança negras e periféricas, constituindo um quilombo urbano.

Dramaturgia:

Adalberto Neto por “Oboró - Masculinidades negras”

Direção:

Miwa Yanagizawa por “Nastácia”

Ator: Ricardo Kosovski por “Maracanã”

Atriz:

Analu Prestes por “As Crianças”

Tudo o que sabemos sobre:
Leopoldo Pacheco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.