NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Diretor do Club Noir anuncia que vai fechar o teatro

Sem perspectivas, Roberto Alvim informou que, caso não receba apoio do programa Fomento ao Teatro, encerrará as atividades do espaço em outubro

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

08 Julho 2016 | 23h28

O diretor do Club Noir Roberto Alvim, anunciou em sua rede social que planeja fechar o espaço no mês de outubro. Segundo o post, diante das dificuldades financeiras e falta de apoio, o teatro localizado na Rua Augusta segue com contas atrasadas e sem perspectiva de continuar abrigando estreias e espetáculos em temporada. "A ajuda amorosa de centenas de amigos proporcionou sobrevida ao nosso espaço; mas os meses continuam a correr, as contas e taxas são cada vez mais altas, estamos com dívidas monstruosas e não há mais como continuar...", escreveu.

Alvim reitera que ainda vai aguardar o resultado do programa de incentivo Fomento ao Teatro, cujo resultado sairá em agosto, para continuar com o espaço em funcionamento. "Com a perseguição sistemática que sofremos há muito tempo, essa hipótese é pouquíssimo provável." E acrescentou: "A prolongada ausência de apoio do poder público decretou, enfim, o final desta história."

O espaço foi inaugurado em 2008, e já abrigou shows musicais, exposições e debates. Ao lado da atriz e esposa Juliana Galdino, Alvim já havia criado, no ano passado, uma campanha de financiamento colaborativo para arrecadar R$ 30 mil para manutenção do teatro. Na época, as doações passaram dos R$ 50 mil.

No segundo semestre, o diretor vai encenar Leite Derramado, de Chico Buarque e Peer Gynt, do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen.

 

Mais conteúdo sobre:
Rua Augusta Juliana Galdino

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.