Julieta Cervantes/The New York Times
Julieta Cervantes/The New York Times

Começa a venda de ingressos para ‘Amaluna’, do Cirque du Soleil

Nova produção tem o elenco mais feminino da companhia, com 65% de mulheres, e celebra o ‘empoderamento’

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

06 de julho de 2017 | 06h00

Desde o anúncio da turnê no Brasil, o Cirque du Soleil segue antenado com histórias clássicas e na onda dos temas contemporâneos. Nesta quinta-feira, 6, a companhia canadense abre as vendas dos ingressos para as temporadas do espetáculo Amaluna em São Paulo, no Parque Villa Lobos, que será realizado de 5 de outubro a 17 de dezembro, e no Rio, no Parque Olímpico, de 28 de dezembro a 21 de janeiro do ano que vem.

Para a diretora de planejamento de turnê, Stephanie Harvey, o show quer celebrar o feminismo e o empoderamento. “65% do nosso elenco é formado por mulheres. Nós queríamos que isso fosse uma condição dada à história que inspira o show.”

Em Amaluna, a peça de Shakespeare, A Tempestade, ganha uma reviravolta. No lugar do duque Próspero, a versão feminina toma o lugar e comanda uma cerimônia em homenagem à sua filha, Miranda. “Elas se preparam para um ritual que celebra a força feminina e a união com a lua”, conta Stephanie. A turnê, que segue a todo vapor na Europa, deve desembarcar na América Latina com o espetáculo no fim deste mês quando aporta em Assunção, no Paraguai, e depois segue para Montevidéu, no Uruguai.

Entre os números, Stephanie diz que eles se diferem de outros espetáculos. “São cenas de grande esforço e que exigem dos artistas força e concentração”, conta em referência ao número em que a equilibrista cria um móbile construído com costelas gigantescas de uma folha de palmeira. O espetáculo, que estreou em Montreal em 2012, já passou por 30 cidades de dez países e foi visto por mais de quatro milhões de pessoas. 

AMALUNA

Parque Villa Lobos. Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2.001. 3ª a 6ª, 21h; sáb., 17h30 e 21h; dom., 16h e 19h30. De 5/10 a 17/12. R$ 125 / R$ 450. www.tudus.com.br

Mais conteúdo sobre:
Cirque du Soleil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.