Acervo Estadão
Acervo Estadão

Ator Patricio Bisso morre aos 62 anos, em Buenos Aires

Artista argentino, que também era figurinista e ilustrador, foi vítima de um infarte fulminante; veja homenagens de amigos e colegas

O Estado de S.Paulo, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2019 | 19h27

Ator, jornalista, ilustrador e cenógrafo, o argentino Patrício Bisso morreu aos 62 anos, neste domingo, em Buenos Aires. Ele sofreu um ataque cardíaco fulminante e seu enterro estava marcado para esta segunda, na capital argentina. Bisso participou de uma cena cultural brasileira da décadas de 1980, e é lembrado pelos amigos como uma figura engraçada e espirituosa.

Bisso mudou-se para São Paulo quando tinha 17 anos e teve seu primeiro emprego de ilustrador, para logo se transformar em muitos, exercendo funções de ator de teatro, maquiador, figurinista, cenógrafo e ator de comédia. Seus trabalhos mais importantes se deram com o figurino do filme O Beijo da Mulher Aranha, em que aparece também como ator, e seu principal personagem criado foi Olga del Volga, uma sexóloga russa. Entre outros filmes, atou em  Maldita Coincidência (1979), Onda Nova (1983), Brasa Adormecida (1987) e Naked Tango (1991). Com Olga Del Volga, apareceu em Um Sonho a Mais, novela de 1984.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Patricio Bissoteatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.