Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Associação entre T4F e Möeller & Botelho traz ‘Pippin’ a São Paulo

Parceiros também levam o espetáculo 'Wicked' ao Rio

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2018 | 06h00

A fumaça branca foi liberada em agosto, com o esperado anúncio da parceria entre a T4F, gigante do entretenimento, e a Möeller & Botelho, a maior companhia independente de produção de musicais do Brasil. Celebrada a união, chegam agora os frutos: logo no início de 2019, em janeiro ou março, o espetáculo Pippin, na vigorosa versão assinada por Charles Möeller e Claudio Botelho, vem do Rio para São Paulo, em teatro ainda a ser definido. E, na direção oposta, no segundo semestre de 2019 (ou mesmo no início de 2020), um dos maiores sucessos da T4F, Wicked, chegará à capital fluminense, na Cidade das Artes. “Com isso, pretendemos descentralizar nossas produções, hoje estabelecidas apenas em São Paulo”, comenta Fernando Alterio, fundador e presidente da T4F.

A união das duas empresas representa a soma de experiências distintas, mas que se completam. “Enquanto somos especializados em produções que têm nossa assinatura, ou seja, não são réplicas dos originais americanos ou ingleses, a T4F firmou-se ao montar musicais grandiosos que reproduzem em detalhes espetáculos da Broadway e West End londrino”, comenta Möeller que, ao lado de Botelho, já produziu 43 projetos desde os anos 1990, entre eles, clássicos como Hair, Company, O Mágico de Oz e A Noviça Rebelde.

Já a T4F fincou o marco zero da nova fase da Broadway no Brasil em 2001, com a estreia de Les Misérables, seguida de outros sucessos como A Bela e a Fera, Chicago e O Fantasma da Ópera, cuja nova versão está em cartaz e deverá continuar ao longo de 2019.

“No começo, praticamente tudo vinha do exterior (cenários e equipe criativa), pois não tínhamos ainda tantos técnicos especializados, como hoje”, relembra Alterio, que brinca: “Até mesmo o elenco era quase catado na rua, de tão pequena que era a quantidade de profissionais realmente capacitados.” Assim, ao longo desses 17 anos, a empresa se especializou nas réplicas, utilizando o conhecimento que vinha com os estrangeiros para fomentar a formação de profissionais brasileiros, como os produtores Renata Alvim e José Vinicius Toro, que hoje cuidam do essencial toque nacional. “Com esse know how garantido, senti a necessidade de ter parceiros com sólida experiência na criação original de musicais”, diz Alterio.

Foi quando selou a parceria com Claudio Botelho e Charles Möeller, um contrato inicial de dois anos. Nesse período, eles adequaram as produções que já tinham em mente ao esquema de trabalho da T4F. Assim, no segundo semestre de 2019, deve estrear o musical O Jovem Frankenstein, com letras e músicas do célebre humorista Mel Brooks. “Estamos tratando diretamente com ele a versão brasileira”, conta Botelho, especializado nas transposições para o português. Seus trabalhos são tão certeiros, aliás, que já contou com a aprovação dos autores originais, lendas como Stephen Sondheim (que viu Company no Rio, em 2001) e Stephen Schwartz, que não só aprovou a recente montagem de Pippin que viu em outubro na capital carioca, como autorizou o corte de alguns minutos do original. “Ele ainda voltará ao Brasil, para acompanhar os últimos quatro ensaios antes da estreia em São Paulo”, revela Botelho.

A dupla continuará com projetos previamente acertados (como a montagem de Caroussel, em 2020, ao lado da produtora Renata Borges), assim como participará das grandes produções da T4F, como a quase certa vinda de Mary Poppins, também em 2020. “Produções que comprovam a vitalidade de um gênero que só sobrevive graças às leis de incentivo”, diz Alterio, aguardando a movimentação do novo governo sobre a Lei Rouanet, que permitiu a captação de recursos para O Fantasma (R$ 11 milhões) e Pippin (R$ 3,3 milhões). “Produções que mantêm centenas de pessoas empregadas pela CLT.”

Mais conteúdo sobre:
teatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.