REUTERS/Pilar Olivares
REUTERS/Pilar Olivares

Artistas do Theatro Municipal do Rio voltam à ativa em apresentações virtuais

Com os músicos separados por partições de plástico e bailarinos devidamente espaçados, a companhia está iluminando o teatro ornamentado depois de meses de escuridão

Sebastian Rocandio e Liamar Ramos, Reuters

11 de maio de 2021 | 17h01

RIO DE JANEIRO - Fechado ao longo do último ano por causa da pandemia de covid-19, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro está lançando apresentações virtuais, e seus músicos e dançarinos estão praticando tanto suas habilidades quanto o distanciamento social enquanto ensaiam.

A volta dos artistas ao teatro é limitada a ensaios e gravações de concertos.

O teatro é um dos últimos setores a voltarem a funcionar no Brasil por causa dos desafios do distanciamento social para os artistas no palco, para as equipes nos bastidores e para as plateias em assentos apertados de edifícios antigos.

Com os músicos separados por partições de plástico e bailarinos devidamente espaçados, a companhia está iluminando o teatro ornamentado depois de meses de escuridão. Apesar das restrições, músicos e dançarinos estão felizes de retornar ao palco.



"Independentemente do quanto sua chama brilha, chega uma hora em que ela diminui, e sentimos um pouco isso", disse Gilmar Ferreira, um músico da orquestra sinfônica do teatro.

"Então este concerto virtual que estamos preparando reacendeu essa chama", acrescentou ele. "Músicos e artistas precisam disso. O artista tem que estar no palco, temos esta necessidade."

O Theatro Municipal do Rio inaugurou sua temporada de concertos em 7 de maio com o conjunto de cordas da orquestra sinfônica interpretando obras de George Frideric Handel, Peter Warlock e Edward Elgar.

"Pisar no palco do Theatro Municipal dá uma sensação de liberdade. Somos poucos aqui, mas para nós, basta", disse a aluna de balé Mariana Fialho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.