Brian Hartley
Brian Hartley
Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

ArCênico: Bahia com um pé no Fringe 2019

Misturando dança, teatro físico, política e, claro, tempero baiano, o grupo 7Oito criou a coreografia 'Looping: Scotland Overdub', que a trupe escocesa Scottish Dance Theatre vai apresentar no Festival de Edimburgo, em agosto

João Wady Cury, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2019 | 02h00

Os baianos do estúdio 7Oito são os grandes inspiradores da trupe escocesa Scottish Dance Theatre, que se apresenta em agosto no Festival de Edimburgo com Looping: Scotland Overdub. Felipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino criaram a coreografia para o grupo escocês, no ano passado, quando trabalharam durante 15 dias com o elenco, que reúne artistas de teatro e dança. O resultado poderá ser visto no Fringe de 19 a 24 de agosto, numa mistura de dança, teatro físico e política – e, claro, agora com um forte tempero baiano. 

SACOLEJANDO AS IDEIAS 

A trupe baiana é a mesma que mostrará o seu trabalho, Looping: Bahia Overdub (foto), no próximo fim de semana, 28, 29 e 30, no Sesc Belenzinho. “Durante os ensaios na Escócia, notamos que os artistas buscavam uma linha mais política e de engajamento, associado aos eventos de maio de 68”, conta Assis. “E felizmente casou perfeitamente com o que fazemos, uma mistura de festa, dança e política, com a diferença que, ao longo do espetáculo, migramos para uma dança íntima, onde mostramos o poder da sensualidade.” Na bagagem os baianos levaram para a companhia escocesa “cheiros” para perfumar a apresentação, como alfazema e cravinho. Sucesso na certa. 

SACOLEJANDO PLÍNIO 

O dramaturgo santista Plínio Marcos (1935-1999) nunca esteve tão vivo nos palcos paulistas. Pululam várias montagens de suas peças nos teatros, principalmente no centro, onde morou. O Teatro de Arena Eugenio Kusnet apresenta o festival Noites Sujas, com montagens de três peças do autor até o fim de julho. O diretor Mario Bortolotto prepara a sua versão de Barrela para breve e, a partir de setembro, há um bom motivo para despencarmos até Santos. O Festival Santista de Teatro, o Festa, tem Plínio Marcos como centro das atenções com a apresentação de cinco de suas peças no programa, cujo tema é “O Berro do Povo”. 

  

SACOLEJANDO DENISE  

Será Denise Fraga a atriz convidada de julho da série de entrevistas com o público Em Primeira Pessoa, do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. O encontro está marcado para 12 de julho, a partir das 19h30, na sede da Bela Vista, e será abordada a carreira da atriz, que nos anos 80 iniciou sua carreira com o Grupo Tapa. Têm participação de Denise alguns dos sucessos marcantes nos palcos paulistanos como Trair e Coçar É Só Começar e A Alma Boa de Setsuan

3 perguntas para...

Roney Facchini - Ator, parece Falstaff, pela irreverência

1. Por que teatro?

Teatro é como respirar. Era isso ou ser um engenheiro alcoólatra, já a sete palmos.

2. O que é ser ator?

É acreditar que se pode ser eternamente um bom mágico de festa infantil, com muito profissionalismo!

3. Qual é seu motto?

A gente não sabe nada. Aprendi com a atriz Miriam Muniz (1931-2004)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.