Reprodução
Reprodução

Após ser fechado durante a madrugada, Espaço Parlapatões reabre com programação normal

Em nota divulgada, após diálogo com Secretaria de Cultura, local tem autorização da prefeitura para reabertura

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

28 de novembro de 2015 | 18h58

Na madrugada de hoje, 28, por volta da 1h30, o Espaço Parlapatões, na Praça Roosevelt, foi fechado por fiscais do Psiu (Programa de Silêncio Urbano). De acordo com Hugo Possolo, um dos donos do local, ao lado de Raul Barreto, o local tem autorização para funcionar 24 horas. Ele conta que os fiscais chegaram de maneira truculenta e não verifiracam o alvará. 

Em nota divulgada, recentemente, no perfil no Instagram, "por meio de diálogo estabelecido entre o Secretário de Cultura Nabil Bonduki, e o Secretário de Coordenação das Sub-prefeituras, Luiz Antonio Medeiros, o prefeito Fernando Haddad autorizou a reabertura de nosso espaço cultural"

A nota também informa que serão agendadas reuniões para os devidos esclarecimentos sobre o ocorrido. Outros teatros da região também teriam sido multados (os valores chegam a R$ 48 mil) e tiveram os estabelecimentos fechados. Em solidariedade, a classe artística marcou uma vigília pacífica, nesta noite, na frente dos Parlapatões.

 

Mais conteúdo sobre:
Hugo Possolo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.