Yana Paskova/The New York Times
Yana Paskova/The New York Times

Aos 96 anos, Bibi Ferreira será homenageada

Atriz que encerrou a carreira em setembro será homenageada no Reverência por grupo de intérpretes

Ubiratan Brasil, O Estado de S. Paulo

13 Novembro 2018 | 06h00

Uma homenagem a Bibi Ferreira será um dos pontos altos da cerimônia de entrega do Prêmio Reverência, cuja quarta edição acontece nesta terça-feira, 13, no Teatro Alfa, em São Paulo. Aos 96 anos, Bibi anunciou, em setembro, que se despedia dos palcos. Apesar da inabalável disposição, a atriz, cantora, compositora e diretora já não reúne forças suficientes para enfrentar um palco.

Assim, o Prêmio Reverência, que planeja premiar em 15 categorias, vai reunir um grupo de grandes atrizes para a homenagem. Claudia Raia, por exemplo, vai ler um texto, falando sobre a importância de Bibi e de sua carreira no Teatro Musical Brasileiro. Em seguida, haverá um número musical reunindo Amanda Acosta (que viveu Bibi no teatro), Totia Meireles, Kiara Sasso, Fabi Bang, Alessandra Verney e Carol Costa. Cada uma vai cantar uma canção emblemática do repertório de Bibi e todas vão cantar juntas, no final, Sonho Impossível, um dos hits do musical O Homem de La Mancha, que Bibi estrelou ao lado de Paulo Autran, em 1972.

Será um dos momentos de maior emoção do prêmio, que, em sua quarta edição, inicia uma nova fase. A novidade foi a criação de uma Academia, responsável por indicar e eleger os premiados. Foram convidados para o novo júri, entre artistas já indicados ao Reverência, veteranos consagrados, produtores e jornalistas especializados. “O prêmio nasceu do desejo genuíno de valorizar a classe do teatro musical brasileiro, reverenciar nossos talentos e criar mais oportunidades de visibilidade”, comenta Antonia Prado, idealizadora do Prêmio Reverência, lembrando que os envolvidos não podem votar na categoria que concorrem.

Neste ano, foram avaliados 35 espetáculos, apresentados no Rio e em São Paulo. Deles, Cantando na Chuva lidera com 11 indicações, enquanto três musicais empatam com 10: Romeu e Julieta, Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812 e Peter Pan. Bibi, uma Vida em Musical, Elza e Pippin tiveram nove indicações cada um.

As montagens que completam a lista são Hebe, O Musical com quatro indicações, seguida de O Fantasma da Ópera, A Pequena Sereia, Se Meu Apartamento Falasse..., O Som e a Sílaba e Dançando no Escuro, todos com dois. A Vida Não É Um Musical, Cargas D’Água, Os Produtores, O Nome do Espetáculo e Dois Filhos de Francisco completam a lista, com uma indicação cada.

Uma novidade é o lançamento da categoria Melhor Ensemble, valorizando o coro dos musicais, sempre tão importante e pouco lembrado nas premiações. A cerimônia começa às 21h30 e serão distribuídos 100 ingressos a partir das 19h, respeitando a ordem de chegada na fila.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.