Ícone da Broadway, Elaine Stritch morre aos 89 anos

Sua carreira começou nos anos 1940 com participações em filmes, incluindo 'Setembro' (1987) e 'Trapaceiros' (2000), de Woody Allen

O Estado de S. Paulo

17 de julho de 2014 | 14h36

Morreu na manhã desta quinta-feira, 17, a atriz e cantora Elaine Stritch, de causas naturais. Ela estava com 89 anos de idade e foi encontrada sem vida em sua casa, em Birmingham, cidade de Michigan, nos Estados Unidos. De acordo com o The New York Times, a notícia foi confirmada por Julie Keyes, amiga da artista.

A atriz sofria com a diabetes há anos e já se encontrava com a saúde debilitada.

Elaine fez sucesso nos musicais da Broadway em seus 60 anos de carreira nos palcos, com algumas indicações ao Tony, sem nenhuma vitória. Foi na TV que teve seu talento reconhecido, sendo premiada três vezes no Emmy Awards, sendo duas delas por participações nas séries 30 Rock e Law & Order

Sua carreira começou nos anos 1940 com diversas participações em filmes, incluindo Setembro (1987) e Trapaceiros (2000), de Woody Allen, e em algumas séries de TV, mas o palco era seu verdadeiro lar.

Em sua trajetória no teatro, trabalhou com dois grandes compositores, Noeal Coward e Stephen Sondhein, responsável pelas músicas de Company, comédia musical vencedora de seis troféus Tony, em 1971.

Embora sua voz não tivesse grande alcance, seu timbre era inesquecível e imprimia emoção a qualquer papel que desempenhava. Estava tão envolvida com a Broadway, que morou em Nova York até 2013, quando decidiu se mudar para Michigan por considerar não ter a mesma energia de antes para viver naquela cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
Elaine StritchBroadway

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.