Polícia dará conselhos à plateia de 'Romeu e Julieta' em Londres

O diretor de uma montagem de "Romeu e Julieta" no Globe Theatre, a "casa" de Shakespeare em Londres, consultou na quarta-feira o chefe da polícia local sobre como evitar que os espetáculos gratuitos para 10 mil adolescentes acabem glamorizando crimes com armas brancas. Bill Buckhurst conversou sobre a violenta trama com o comandante da Polícia Metropolitana, Steve Allen. "A peça contém cenas onde dois rapazes de famílias rivais morrem, e o diretor quis envolver a polícia por causa de comparações com situações atuais da vida real em termos de crimes com facas", disse um porta-voz do Globe. Ele disse que a versão a ser encenada entre 9 e 13 de março no teatro ao ar livre será uma produção educativa especial. A trama não será alterada, mas o diretor incluirá recomendações da polícia sobre o uso de facas, para garantir que a montagem não glorifique a violência. A peça escrita no século 16 por William Shakespeare contém uma das mais conhecidas e sangrentas guerras de gangues da literatura inglesa. As brigas entre as famílias Capuletto e Montecchio levam a três esfaqueamentos fatais. Além disso, Julieta comete suicídio usando a adaga de Romeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.