Reprodução
Reprodução

Musical 'Homem-Aranha' é adiado pela sexta vez

Espetáculo da Broadway ainda não tem data para estrear novamente

NY Times,

09 de março de 2011 | 11h53

Os produtores do musical Spider-Man: Turn Off the Dark  planejam uma revisão no espetáculo de US$ 65 milhões da Broadway.  A mudança pode implicar o cancelamento do show em até três semanas, bem como o adiamento de três meses na estreia, marcada para 15 de março, segundo pessoas que trabalham no musical, informou o The New York Times.

 

As datas certas para o encerramento ainda não foram marcadas, mas isso deve acontecer entre o final de abril e início de maio, disseram as fontes. Elas falaram nesta terça-feira na condição de anonimato porque os produtores estavam trabalhando nos detalhes e quis divulgar os planos próprios. Um anúncio oficial é esperado para essa semana.

Veja também:

linkCríticos são impiedosos com musical 'Homem-Aranha' da Broadway

A nova noite de abertura não estava claro até terça-feira passada; uma mudança para a data próxima à entrega do Tony Awards, em 12 de junho, pode gerar controvérsias entre os produtores da Broadway que estão incomodados com a atenção da mídia e dos interesses públicos em torno de Spider Man em vez dos espetáculos deles. Spider Man tem sido um dos shows de maior bilheteria na Broadway desde sua estreia, em 28 de novembro do ano passado, arrecadando US$ 1,28 milhões semana passada.

 

Uma estreia oficial em junho seria o sexto atraso na abertura ao longa da história do musical, que começou em 2002, quando a Marvel sondou o produtor da Broadway Tony Adams (Victor/Victoria) sobre o desenvolvimento de um musical. O empreendimento sobreviveu à morte de Adams, em 2005, e uma quase falência em 2009 e uma série de desafios técnicos que envolvem acrobacias aéreas, o que contribuiu para as lesões envolvendo quatro pessoas durante o outono e inverno e levou a várias constatações das violações dos códigos de segurança estaduais e federais.

 

Tudo o que sabemos sobre:
musicalHomem-AranhaBroadway

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.