TV Globo
TV Globo

'Verdades Secretas II' estreia nesta quarta e promete suspense e erotismo

Primeira novela original da Globoplay, com Camila Queiroz no papel principal, terá o primeiro capítulo aberto a não assinantes; versão para a TV será mais 'light'

Danilo Casaletti, Especial para o Estadão

20 de outubro de 2021 | 05h00

Quando o último capítulo de Verdades Secretas foi exibido, em setembro de 2015, o público foi surpreendido com a cena em que a aparente frágil Angel (Camila Queiroz), a bordo de um barco, dá diversos tiros em Alex (Rodrigo Lombardi), seu amante e algoz, e depois joga um corpo no mar. Na sequência final, vestida de noiva, ela se casa com Gui (Gabriel Leone), seu verdadeiro amor, parecendo deixar para trás o passado de prostituição e abuso psicológico.

A história, na verdade, ficou com algumas pontas soltas que agora o autor Walcyr Carrasco vai retomar em Verdades Secretas II, a primeira novela original da Globoplay, que estreia hoje na plataforma. Com direção de Amora Mautner, a trama terá 50 capítulos no total – nesse primeiro momento, e com as gravações ainda em andamento, apenas 10 chegarão ao streaming. O episódio de estreia será aberto a não assinantes.

A continuação da história que abordou fatos polêmicos como o book rosa, a prostituição agenciada por agência de modelos e dependência química vai partir de dois acontecimentos. 

O primeiro deles é a morte de Gui, marido de Angel, em um misterioso e trágico acidente. O segundo, é a volta de Giovanna (Agatha Moreira) para o Brasil depois de anos vivendo na Europa. A filha de Alex vai contratar um investigador particular, Cristiano - personagem novo na trama que será vivido pelo ator Romulo Estrela -, para saber o que de fato aconteceu com o pai. Cristiano, Giovanna e Angel viverão um triângulo amoroso.

Apesar desses dois bons ganchos encontrados pelo autor, e o fato de Verdades Secretas II ser apontada como a primeira novela brasileira produzida para o streaming, a promoção da trama tem se centrado no fato das inúmeras cenas de sexo que ela trará. Já se divulgou, por exemplo, que a produção esgotou o estoque de tapa sexo disponíveis no mercado. Também já se falou que os atores não usaram dublês nas gravações. Até o número de sequências picantes já foi ventilado. Serão 67 no total.

“É uma novela muito mais erótica do que sexual. Apesar de o sexo ser muito latente, constante, e para todos (personagens), não é a coisa mais relevante. O olhar da Amora (diretora) para o sexo é muito importante porque durante muito tempo, na dramaturgia nacional e internacional, o olhar predominante sempre foi o masculino. O olhar erótico de Verdades Secretas, então, foge um pouco da expectativa masculina. Tem muita beleza, detalhes, sedução, cortejo, dança”, diz Romulo Estrela, em entrevista ao Estadão, ao lado de Camila Queiroz.

O ator diz que tudo foi muito bem trabalhado e coreografado. “É o tempo que a cena tem. Há vários entendimentos, até sobre como nos sentimentos confortáveis para fazê-la. A Amora nos deu a liberdade de quase codirigir, sobretudo as sequências mais difíceis. Tudo isso vai transparecer para o público”, afirma.

Camila, a Angel, diz que tudo foi filmado com muita delicadeza. E que a fotografia da novela deixa tudo mais poético. “Até o movimento de uma mão passando sobre a outra é pensado. Às vezes, levamos nove horas para gravar apenas uma cena dessas”, diz a atriz. “Mas sem perder a pulsação. Disso não podemos abrir mão ou esquecer”, complementa Estrela.

Versão mais 'light' para a TV

A versão que será exibida na TV aberta, ainda sem previsão de data, será mais light do que do streaming, que terá classificação etária de 18 anos. Além dessa autonomia maior nas abordagens, o streaming permite ousar no formato. Apesar de ser chamada de novela, terá estética e velocidade de série. 

 

De acordo com Estrela, quando está no ar em uma novela tradicional, ele chega a gravar de 25 a 30 cenas por dia. Em Verdades Secretas II essa quantidade é realizada ao longo de uma semana toda de trabalho. O tempo de produção, por ter menos capítulos, se torna maior – os trabalhos começaram em fevereiro deste ano.

Camila afirma que esse período a mais permite fazer tudo com mais cuidado e preparo. “É um desafio para nós atores conduzirmos um texto de novela em uma estética de série. É um projeto ousado e corajoso para elenco e equipe. Espero que o público se surpreenda também”, diz.

A volta de Angel

Camila Queiroz estreou na televisão em Verdades Secretas, em 2015, após deixar a cidade de Nova York, onde trabalhava como modelo para atender ao chamado da TV Globo para fazer um teste para a novela. Aprovada, destacou-se no papel principal da trama de Carrasco ao imprimir o tom certo da menina ingênua que vira garota de programa e, por fim, acaba em um triângulo amoroso com a própria mãe.

A atriz, claro, tem um carinho muito especial pela personagem que agora tem a oportunidade de reviver na continuação da trama. “Eu tenho uma quase devoção pela Angel. Brinco nos bastidores que ela é uma entidade. Já deixou de ser uma personagem. Ela tem mais fã-clube do que a Camila. Fico feliz de ter dado vida a ela em 2015 e agora novamente. Mesmo depois de ter me despedido dela lá atrás, com tanta intensidade”, diz ela que, à época, teve apenas cinco dias para dar vida a outra protagonista, a caipira Mafalda em Etâ, Mundo Bom, criação também de Carrasco.

Se antes o desafio era descobrir quem era Angel, agora é saber quem ela se tornou. Mais madura, viúva, com um filho pequeno para criar e sem dinheiro. Todo esse cenário fará que ela volte a procurar a agência de modelo – que não será mais de Fanny (Marieta Severo) e sim de Blanche, papel da atriz portuguesa Maria de Madeiros – para se prostituir.

“Me emocionei várias vezes nesse reencontro com a Angel. Eu sei o poder dela. Ela agora traz uma profundidade a mais. Há um mistério que paira sobre ela. Fizemos um trabalho de mudança de tom de voz, que agora é mais grave. E a sexualidade é muito mais aflorada”, conta.

Outros personagens que voltam para a trama são o olheiro Visky (Rainer Cadete), a secretária Lurdeca (Dida Monteiro) e a mãe de Giovanna, Pia (Guilhermina Guinle). 

A personagem de Romulo Estrela é uma das novidades na história. Cristiano é um policial civil que está afastado da corporação e por isso ganha a vida como investigador particular. Com a missão de se aproximar de desvendar o assassinato de Alex (ou sumiço, já que o corpo nunca foi encontrado), ele se aproxima de Angel sem saber que ela é o alvo de sua apuração - e acaba se apaixonando.

“O Cristiano chega em um lugar novo para resolver um problema antigo da história. Ele não é um vilão. Tem uma dualidade, como todos os personagens da novela. Ele está a todo momento fazendo acordos, assim como na vida. A novela é um grande thriller, traz um pouco do cinema Noir e momentos muito engraçados, que servem de respiro”, diz. 

O ator ainda destaca outros elementos que contribuem para a história, como o figurino, que ele define como “especial”, a trilha sonora e a ambientação. “O plano de fundo é uma São Paulo meio Tóquio, Blade Runner, que o próprio paulistano vai olhar e dizer ‘peraí, que cidade é esse que está diferente, mas eu me reconheço’”.

Além de Estrela, entre as novidades do elenco de Verdades Secretas II tem atores como Sérgio Guizé, Gabriel Braga Nunes, Deborah Evelyn, Erika Januza, Bruno Montaleone e Ícaro Silva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.