Jonathan Hession/NETFLIX
Jonathan Hession/NETFLIX

Sem purpurina e figurinos extravagantes, 'Fate: The Winx Saga' dá asas para um mundo mais perigoso

Inspirada na animação, série da Netflix foge da ideia tradicional de fadas e traz personagens cruéis e inimigos grotescos

Leandro Nunes, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2021 | 10h30

O anúncio de uma live action inspirada na animação italiana Clube das Winx deu asas para a imaginação do público. Mas ninguém voou.

A série Fate: The Winx Saga entrou nom catálogo da Netflix em janeiro deste ano, baseada no desenho original, que trazia um grupo de fadas coloridas e brilhantes na luta contra as forças do mal. 

Mas desde o primeiro trailer, as duas produções pareciam falar línguas diferentes.  Conhecida do público por interpretar Dorcas, em O Mundo Sombrio de Sabrina, a série é protagonizada por Abigail Cowen, no papel da fada Bloom, que domina o fogo. A colega Stella, tem poderes de luz, Musa, o domínio da mente e emoções, Aisha, a habilidade com água, e Terra, com a força do solo e das plantas.

Na trama original, as amigas Stella, Flora, Musa, Tecna e Layla/Aysha são fadas que dominam elementos da natureza. Na primeira temporada da animação, Bloom descobre que possui habilidades mágicas e é convencida por Stella a se mudar para Alfea, uma escola de fadas em uma dimensão mágica. Nesse mundo também há os especialistas: Sky, Brandon, Riven e Timmy, que apesar de não possuírem poderes mágicos, recebem treinamento para lutar ao lado das fadas.

O desenho animado italiano surgiu em 1999, ainda chamado de Magic Bloom. Criado por Iginio Straffi e voltado para o público infantil - meninas de 7 a 13 anos, a animação produzida pela Nickelodeon teve forte inspiração em outra produção de sucesso: Sailor Moon

Até o lançamento oficial na Itália, em 2004, se tornou o primeiro desenho animado italiano vendido para os Estados Unidos. Não deu outra, a simpatia das fadas dominou o mundo. 

Na série da Netflix, a descoberta do passado de Bloom ganha destaque na primeira temporada. Criada por humanos, a jovem acredita ter o poder das fadas em uma linhagem distante. Mas quando chega em Alfea, descobre que sua vida está cercada de segredos e mentiras. A trama adolescente da série está repleta de cenas de ação, personagens cruéis, mas nada de glitter ou figurinos extravagantes.

Ao longo de 6 episódios, a série aposta em apresentar a escola sem tantas explicações. Enquanto algumas colegas seguem semelhantes às personagens da animação, o roteiro trouxe grandes mudanças. A primeira diferença na série está na ausência de Tecna, a fada mais inteligente do grupo, especialista em tecnologia.

Outra mudança é a criação de Beatrix, a fada que domina as forças do ar e da eletricidade. Com vocação de vilã, Beatrix vai na contramão do quinteto de fadas, em busca de vingança, já que seu passado é tão obscuro quanto o de Bloom. 

No entanto, a grande transformação da série está na introdução de um novo inimigo: os Queimados. Sem tantas explicações, a série mostra criaturas que caçam tudo o que veem pela frente. Protegida por magia, Alfea é como uma ilha em meio à floresta perigosa. Ao atravessar os portais, os estudantes correm um perigo letal.

Esses monstros são alimentados por ódio e atacam até a morte. Os sobreviventes também não têm muita sorte, já que as feridas causadas espalham inflamação pelo corpo. A única solução é liquidar o monstro para que a contaminação seja interrompida.

Na segunda metade da temporada, Fate: The Winx Saga revela que fadas não são assim tão bonitinhas e coloridas, mas especialistas em mentir, fazer escolhas ruins e prejudicar qualquer um que cruzar seu caminho. 

Enquanto os Queimados ameaçam a vida na escola, o interesse por controlar Alfea prova que o poder é a mais forte magia, entre nós, humanos, e em qualquer dimensão mágica.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Abigail CowenNetflix

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.