Cartoon Network
Cartoon Network

‘Irmão do Jorel’ chega ao centésimo episódio e quatro temporadas no ar

Série animada tem a volta de Emicida interpretando Kassius Kleyton em mais uma batalha de rimas contra Vovó Juju

Daniel Silveira, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2022 | 05h00

Um adolescente bonitão vive com seus pais, seus irmãos e suas duas avós numa casa em um bairro de classe média e divide com eles as aventuras do dia a dia. Ele é famoso na escola, no bairro e até na TV. Poderia ser mais um personagem de tantas histórias de garotos populares, mas esta série não é sobre ele, mas sim seu irmão mais novo, que ninguém sabe o nome real, conhecido apenas como o Irmão do Jorel.

A série com esse nome celebra quatro temporadas em uma parceria com o Cartoon Network que, quando lançada, era inédita para as animações brasileiras. “Desde o início, o Irmão do Jorel não estava escondido na programação, sempre esteve no topo”, celebra Zé Brandão, diretor criativo do Copa Studio, um dos responsáveis pela animação. Também nesta temporada será exibido o centésimo episódio do desenho animado. 

Ao longos dos anos, a animação evoluiu, como conta Zé. “O traço tem uma mudança, a gente mudou de ferramentas ao longo do tempo, mas também tem uma mudança de narrativa”, diz. Segundo ele, nas primeiras temporadas, o desenho tem episódios que se encerram em si mesmo e, a partir da segunda, os animadores começaram a criar pequenos arcos nas histórias. “Começamos a colocar um pouco mais as manguinhas de fora. Agora, na quarta, é possível assistir aos episódios independentes, mas estamos construindo um ‘jorelverso’”, brinca

Mais maduro

A quarta temporada chega no auge da série, como salienta Marina Filipe, Gerente de Produções Originais da WarnerMedia Latin America para Kids&Family, responsável pelo desenvolvimento e produção do conteúdo original brasileiro. Irmão do Jorel está cada vez mais ousado, explorando linguagens e formas de fazer animação para crianças, sem esquecer do público jovem e adulto, que tem sido cativado pela série desde seu lançamento em 2014. “O público alvo são crianças de 8 a 11 anos, mas tentamos escrever histórias com camadas, então ficamos felizes em saber que pais e filhos assistem juntos”, diz Zé.

A forma como estúdio e canal estão à vontade com a produção é claramente percebida em alguns episódios, como no centésimo em que Irmão do Jorel e sua amiga Lara vão para a Edzone, um lugar criado pelo pai do garotinho onde nada está escrito e eles podem criar o que quiserem. Os animadores brincaram com a linguagem e com o traço dos personagens, com uma dose extra do surrealismo sempre presente na animação. Outros episódios também atestam isso, como em Gesonel Detetive do Tempo, em que os personagens precisam salvar Seu Edson de desaparecer, uma inspiração no filme De Volta Para O Futuro, e fazem uma viagem no tempo. Ou mesmo no episódio In English Please, quando Irmão do Jorel precisa fazer aulas de reforço de inglês para conseguir assistir ao novo filme do herói Steve Magal.

Retorno especial

Também nesta temporada, que está inteiramente disponível no HBO Max e vem sendo reprisada no Cartoon Network toda quarta às 19h45, tem uma nova participação do rapper Emicida. O cantor e compositor volta a viver Kassius Kleyton, personagem que despontou na segunda temporada enfrentando Vovó Juju em uma batalha de rimas. No episódio A Revanche de Kleyton, ele volta a dividir o palco com MC Juju.

“Essa segunda participação foi assim: a gente já estava no processo de escrever os roteiros da quarta, um dia, eu vi, de bobeira no Twitter que alguém tuitou algo sobre Vovó Juju e o Emicida respondeu que queria a revanche”, conta Zé. Depois disso, não tiveram escolha a não ser criar um episódio em que os dois se reencontram e disputam para ver quem leva a melhor rimando.

Parceria

Irmão do Jorel foi a primeira produção original do canal no Brasil e na América Latina. Conta histórias de um menino de 8 anos que vive com sua excêntrica família à sombra de Jorel seu irmão do meio, e que com a ajuda de sua melhor amiga Lara enfrenta os primeiros obstáculos da vida. Além do Brasil, a produção é exibida na Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, Venezuela e Costa Rica, Guatemala e Panamá. 

“A gente tem no Cartoon Network a proposta de valorizar criadores e produtores, contando muito com o know how deles, a relação é de muita parceria”, conta Marina.O motivo de tanto sucesso? Zé explica: “todo mundo se identifica com a pessoa que tenta se destacar numa família ou num ciclo de amizades e que às vezes está a sombra de alguém, e eu acho que as histórias do Irmão do Jorel são muito humanas, para mim, o segredo é empatia e humor”. Marina complementa a fórmula. “Todo bom conteúdo começa com bons personagens, bem desenvolvidos e isso eles têm. É um trabalho em equipe em que talentos vão sendo acrescentados e forma uma combinação perfeita”, elogia.

Crítica à padronização do carnaval inspira episódio especial 

Mesmo sem a folia, quem curte carnaval não vai ficar órfão da festa este ano. Para garantir a animação, o Irmão do Jorel chega ao Cartoon Network com um episódio especial. A partir do dia 25 de fevereiro, os fãs da série poderão conferir Irmão do Jorel - Especial Carnaval Bruttal, às 19h15, no canal por assinatura e na HBO Max - o horário pode variar de acordo com a programação.

No episódio, a família do garotinho está a ponto de desistir do carnaval porque uma marca de refrigerante resolve patrocinar a festa, padronizar todas as fantasias, além de tocar sempre a mesma marchinha. No entanto, eles são obrigados a mudar de ideia quando vovó Juju se perde no meio da multidão. Por conta disso, todos acabam obrigados a participar da festa a fim de manter a família unida.

No cinema

Essa não é a primeira vez que a animação ganha um episódio especial. Em 2019, uma parceria com o Cinemark levou para as telonas Irmão do Jorel - Edição Especial Alucinante que mostrou a história da amizade entre o menino e Lara. Na época, o episódio foi exibido exclusivamente na rede de cinemas. Segundo a divulgação, aquele ainda não era um filme do Irmão do Jorel. A exibição fez tanto sucesso que inicialmente tinha sido prevista apenas para dois dias, mas acabou ganhando novas sessões. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.