NETFLIX
NETFLIX

'Glee': melodias e tragédias da série que já acabou, mas ainda rende episódios sombrios

Podcast Episódio comenta o grande sucesso e os fantasmas que assombram a série de Ryan Murphy; Atriz Pathy Dejesus indica documentário sobre Michael Jordan

Clara Rellstab, Leandro Nunes e Simião Castro, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2020 | 05h00

Com certeza, o Episódio mais musical da temporada. Grande fenônemo, a série Glee também é assombradada por muitas tragédias. A criação de Ryan Murphy é a protagonista desta quarta-feira, 22.

Exibida pela primeira vez em maio de 2009 e com dez anos de lançamento, a produção deixou cenas e episódios marcantes. Na trama, o espectador segue o dia a dia do coral New Directions. Liderado pelo professor Will Schuester (Matthew Morrison), o Club Glee dá um show. Para comentar as seis temporadas da produção, o Episódio recebe o jornalista e fã, João Ker.

Nesta edição, Clara Rellstab, Leandro Nunes e Simião Castro lembram cenas e momentos mais marcantes, como o nascimento do filho de Quinn, ao som de Bohemian Rhapsody, o especial dedicado à cantora Britney Spears - com direito à participação da estrela - e o recorde: na época, o episódio foi visto por mais de 13 milhões de norte-americanos.

Antes de Britney, Madonna também é homenageada, com uma rara apresentação musical de Sue Sylvester (Jane Lynch). Ao longo das seis temporadas, participaram artistas como Neil Patrick Harris, Gwyneth Paltrow e Ricky Martin.

Mas Glee não é só divertimento. O elenco está cercado de desfechos sinistros. Nas últimas semanas, os fãs estavam apreensivos com o desaparecimento da atriz Naya Rivera (Santana) em um lago na California. Na segunda, 13, o corpo dela foi encontrado, no mesmo dia em que se completavam sete anos da morte de um colega de elenco, o ator Cory Monteith (Finn). Em 2013, ele morreu por overdose de drogas.

Em 2018, Mark Salling, que interpretou Noah Puckerman, morreu em um aparente suicídio após ser considerado culpado por posse de pornografia infantil. Tinha 35 anos.

Vi e Recomendo

Nesta edição, o Episódio recebe a atriz, apresentadora, modelo e DJ, Pathy Dejesus, uma das estrelas da série Coisa Mais Linda, e que interpreta a personagem Adélia. Ela indica o documentário Arremesso Final, sobre o ex-ogador de basquete Michael Jordan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.