netflix
netflix

'Fomos cancelados': as denúncias que derrubaram protagonistas são tema do podcast 'Episódio'

House of Cards, Transparent e a nostálgica Anos Incríveis deixaram de existir depois que integrantes do elenco se envolveram em casos de assédio

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2020 | 07h00

A "Cultura do Cancelamento" é o tema do terceiro capítulo da primeira temporada do Episódio, o podcast sobre séries do Estadão. Em 'Fomos Cancelados', seriados que tiveram a produção interrompida ou alterada após atitudes controversas de integrantes do elenco dão o tom do programa.

O Episódio tem também a participação do psiquiatra e colunista do Estadão, Daniel Martins de Barros, que explica os pormenores deste novo fenômeno social que é potencializado pelas redes sociais.

Nesta edição, serão explorados os 'cancelamentos' das séries House of Cards, Transparent e Anos Incríveis. Logo no começo, relembramos as acusações de assédio sexual que levaram ao afastamento de Kevin Spacey da série House of Cards, na qual interpretava o protagonista Frank Underwood. A atração da Netflix foi encerrada uma temporada depois do escândalo vir à tona.

Já Transparent, da Amazon Prime Video, foi cancelada e ganhou um episódio especial de encerramento após a divulgação das denúncias feitas por parte do elenco contra o também protagonista Jeffrey Tambor por assédio moral.

Em Anos Incríveis, da ABC, série dos anos 1990, por sua vez, as denúncias que supostamente culminaram no fim do seriado só vieram a público em 2019. A atriz Alley Mills desabafou, em entrevista ao site Yahoo, sobre uma acusação da figurinista da série, Monique Long. O processo movido contra os jovens atores Fred Savage e Jason Hervey acabou arquivada após o que pareceu uma 'operação abafa'.

A não-cancelada The Crown, da Netflix, é a série do quadro `Vi e Recomendo' desta edição. A sugestão é da atriz Regina Braga, que esteve em novelas como Mulheres Apaixonadas e Por Amor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.