Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Warner
Warner

Especial 'Friends: The Reunion' é censurado na China; entenda

Participações de Lady Gaga, Justin Bieber e do grupo BTS foram retiradas da produção em plataformas chinesas

Agências, AFP

29 de maio de 2021 | 12h20

Os fãs chineses da série Friends não esconderam a frustração ao ver que a censura eliminou estrelas como Lady Gaga, Justin Bieber e o grupo sul-coreano BTS das imagens do programa especial que reuniu os protagonistas.

O programa especial de Friends, lançado na quinta-feira na plataforma HBO Max nos Estados Unidos, foi exibido por três plataformas chinesas, mas as participações dos convidados citados foram eliminadas. Lady Gaga está na lista de vetos das autoridades chinesas desde que se reuniu, em 2016, com o Dalai Lama, líder espiritual tibetano.

Bieber teve o mesmo destino quando publicou uma foto no Yasukuni Shrine de Tóquio, local de culto xintoísta que homenageia os japoneses mortos nas guerras, incluindo 14 criminosos de guerra condenados pelos aliados após a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial.

A banda BTS provocou a revolta do Partido Comunista Chinês no ano passado quando não mencionou os chineses mortos durante a guerra da Coreia em um discurso sobre a dor provocada pelos confrontos na região.

As plataformas chinesas que exibiram o episódio especial de Friends não responderam as perguntas da AFP sobre os cortes.

A série foi muito popular na China e era utilizada nas escolas para ensinar inglês. "Esperei por semanas para assistir e a versão exibida na China estava destruída", escreveu um fã nas redes sociais. "Os censores não podem permitir nem que aproveitemos uma série?", questionou outro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.