Liam Daniel/Netflix
Liam Daniel/Netflix

'Bridgerton': 2ª temporada ganha em diversidade e tem menos cenas explícitas

Novos episódios trazem protagonismo feminino e personagens para agitar a trama

Sofia Hermoso, Especial para o Estadão

27 de março de 2022 | 05h00

Nobreza, bailes, casamentos, romances, sexo, sedução e muita fofoca. Esse é o pacote completo de Bridgerton, que ganhou agora sua segunda temporada. A segunda série mais vista da Netflix, desbancada apenas por Round 6, está pronta para o olhar crítico dos fãs da escritora Julia Quinn, autora dos livros adaptados para uma das produções de maior sucesso da plataforma de streaming.

Baseada no romance O Visconde Que Me Amava, a segunda temporada de Bridgerton acompanha a jornada de Lord Anthony Bridgerton (Jonathan Bailey) em busca de uma esposa. Criada por Chris Van Dunsen, a série ganha novos e importantes personagens para agitar a alta sociedade de Londres. Com Shonda Rhimes à frente da equipe de produção do fenômeno global, o protagonismo fica por conta das mulheres e ganha ainda mais diversidade. 

Multiculturais

"Na Shondaland, nós procuramos garantir que a equipe e as pessoas por trás dos bastidores sejam tão multiculturais quanto as pessoas que você vê na frente da câmera. Nós nos certificamos também de que elas tenham diferentes idades, habilidades e gostamos de assegurar que os elencos, as equipes e os escritores representem o mundo real, afirmou Shonda, em uma entrevista oficial à Netflix. A produtora acrescentou: “Acho que isso é o melhor para a narrativa e a torna mais autêntica e complexa”. 

Com a chegada das irmãs Kate Sharma (Simone Ashley) e Edwina Sharma (Charithra Chandran) da Índia, é dado início ao novo ciclo de dramas da nobreza britânica. 

Tensão

Em uma temporada com menos cenas explícitas do que a primeira, a tensão sexual, no entanto, não fica para trás. O clima entre os protagonistas Anthony e Kate, construído ao longo dos oito episódios da trama, é um prato cheio para os românticos de plantão.

Sem Regé-Jean Page no papel de Simon Basset, Phoebe Dynevor, intérprete de Daphne Bridgerton, perde o destaque. No entanto, desempenha a importante missão de ajudar o irmão mais velho a encontrar o amor. Assim como ela, que ficou com um papel secundário na nova temporada, outros personagens coadjuvantes ganham profundidade e um enredo mais individual.

Tudo o que sabemos sobre:
Netflix

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.