Zeca Pagodinho e Jorge Aragão trazem o samba a SP

O samba nem precisa pedir passagem, a passarela da música brasileira é dele por direito. "O samba agoniza mas não morre", profetizou Nelson Sargento. O velho mangueirense estava certo, e se o samba está vendendo saúde, deve isso a músicos como Zeca Pagodinho e Jorge Aragão, que se apresentam em São Paulo neste fim de semana. Zeca se apresenta amanhã e sábado no Credicard Hall e Aragão dá show hoje, no Olympia. "Com toda certeza, o autêntico samba vai bem. Tem esse poder de mutação e de constar na vida de todos nós. Continua sendo essa coisa ótima que o Nelson Sargento falou. Agoniza, mas não morre", diz Jorge. Além da admiração mútua e das trajetórias parecidas, os dois também compartilham o hábito de gravar compositores desconhecidos - abrindo mão, inclusive, das próprias composições. Das 16 faixas do novo álbum de Jorge, Da Noite Pro Dia, apenas cinco são dele. Zeca, nem isso: praticamente abandonou a composição e está contente como intérprete. "Não componho mais porque já vivi como compositor e sei da necessidade de ter a música gravada por um intérprete de peso", justifica Zeca, vibrante com o lançamento do disco de estréia do compositor Nelson Rufino - autor de Verdade, que virou sucesso na voz de Zeca. "Acho o disco muito bom. Encontrei o Rufino e disse para ele que, se eu tivesse escutado o disco dele antes de eu gravar o meu, teria confundido a minha cabeça." Seu show é baseado no repertório do Acústico MTV, lançado no ano passado, e traz as participações da Velha Guarda da Portela e de Cauby Peixoto. "A Velha Guarda participa de todos os shows, isso já não é novidade. Mas o Cauby é uma surpresa legal e um presente para mim também", justifica Zeca. "As coisas legais da vida têm que ser revividas. Você acredita que tem gente com 35 anos de idade que não conhece o Cauby? Isso não pode. Devia ter matéria escolar para ensinar quem foram Cauby, Emilinha e Jamelão." Enquanto a Velha Guarda acompanha Zeca em Vai Vadiar e Coração em Desalinho, Cauby interpretará sozinho alguns de seus sucessos - inclusive a seresta Última Estrofe (de Cândido Neves), a pedido do sambista. Já o show de Jorge Aragão, apesar do CD novo, ainda se concentra no repertório do disco anterior - Ao Vivo 2. Após o carnaval, o sambista faz turnê internacional por Estados Unidos, África e Europa. Quando voltar, fará show de divulgação de Da Noite Pro Dia.Jorge Aragão - Hoje, no Olympia, às 22h. Rua Clélia, 1517, tel.: 3866-3000. De R$30 a R$50.Zeca Pagodinho - Sexta-feira e sábado no Credicard Hall, às 22h. Av. das Nações Unidas, 17955, tel.: 6846-6010. De R$40 a R$90.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.