YouTube quer na rede todos os videoclipes de música

Se você navegou na internet nos últimos meses, sabe que a maior revolução nela responde pelo nome de YouTube. O site norte-americano, notabilizado pela diversidade e quantidade de vídeos disponíveis, acaba de informar que pretende ter, no período de um ano e meio, todos os videoclipes disponíveis na história da música. Incomodados com o novo plano do "inimigo", portais gigantes como Yahoo, Google e MSN investem maciçamente neste tipo de plataforma. A MTV, um dos maiores canais de comunicação adolescente, também entrou forte no jogo. O Overdrive, agora em versão brasileira, é a sua nova aposta.Utilizando tecnologia desenvolvida pela Microsoft, o sistema, que já tem similares em diversos países, chega para ser o novo canal da MTV no Brasil. "A melhor maneira é pensar que o Overdrive é um outro canal, só que em vez de usarmos a TV, usaremos o computador para transmitir seu conteúdo", explica Mauro Bedaque, responsável pelo site. No "ar" em forma experimental desde o dia 25 deste mês, o Overdrive entra como versão oficial a partir do meio da semana que vem, mas já é possível esbarrar em diversas "coisinhas" especialmente destinadas a ele. "Já temos muito conteúdo exclusivo: bastidores de entrevistas, discussões entre a galera da TV, compilações de melhores momentos. Começamos bem à frente das outras MTVs", ressalta Bedaque. Videoclipes (lógico) e programas cativos da grade da emissora também serão disponibilizados.Quanto ao embate com o "rival" YouTube, Bedaque conta como o Overdrive pretende ganhar a batalha. "Não vejo semelhança entre os sites. No Overdrive, o internauta pode personalizar sua tela com cores diferentes, fazer sua playlist e montar o seu próprio canal. Somos muito mais organizados que os outros sites de vídeo e temos uma grade infinita de programas", analisa. Em um futuro próximo, será possível assistir a VJs exclusivos e compilações formatadas por artistas como o DJ Marky. Na linha das más notícias, uma recente pesquisa americana atestou a queda de audiência do Overdrive de lá. O site, atualmente, está na décima posição entre os que dispõe desse tipo de mecanismo. No Brasil, só o tempo responderá onde a MTV vai chegar.

Agencia Estado,

31 de agosto de 2006 | 16h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.