Yoko perde ação, e 'Imagine' entra em trilha de filme

Os filhos de John Lennon e a viúvadele, Yoko Ono, perderam na segunda-feira um processo com quetentavam impedir que a canção "Imagine" fosse usada numdocumentário. A editora EMI Blackwood Music Inc. também aparecia comoautora do processo, junto com Yoko, Sean Ono Lennon (filho docasal) e Julian Lennon (filho do primeiro casamento do músico).O caso tramitava desde abril na Justiça Federal de Nova York. Os autores alegam que os produtores do documentário"Exposed: No Intelligence Allowed" usaram sem autorização ohino pacifista de Lennon. O filme trata de discriminaçõescontra cientistas e professores que apóiam teorias alternativasà evolução darwinista. Mas o juiz Sidney Stein deu ganho de causa aos produtoresdo filme com base na doutrina do "uso razoável". "Essa doutrinaprevê que o uso razoável de uma obra registrada para propósitosde crítica e comentário não constitui infração de 'copyright"',disse o juiz. Em 2004, a revista Rolling Stone colocou "Imagine" (1971)na 3a posição da sua lista das 500 maiores canções de todos ostempos, um dado devidamente citado na ação. (Reportagem de Christine Kearney)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.