Yo La Tengo encerra em SP miniturnê brasileira

Provavelmente você não vai encontrar alguém na rua com a camiseta da banda Yo La Tengo, farol dos grupos independentes americanos, mas que os fãs do grupo existem, existem. Tanto é que os ingressos para os shows desta quarta e quinta-feira no Sesc Pompéia, que encerram sua miniturnê pelo País, esgotaram há quase uma semana. Situação parecida aconteceu no Rio de Janeiro, no dia 9, e em Maringá, no dia 10, por onde a banda passou fazendo shows, sempre com a casa lotada. Nada mau para um trio que não tem clipes na MTV nem hits radiofônicos. Seu último álbum, And Then Nothing Turned Itself Inside-Out, passou quase despercebido por aqui, mas foi muito bem visto pela crítica. Décimo trabalho do grupo, o disco segue a linha do jazz, bem diferente do início, o álbum de 86 Ride the Tiger, com claras influências do punk e da new wave.Com essa salada musical, e o amadurecimento do grupo, eles garantem shows distintos uns dos outros e sempre marcados por muita improvisação. O baixista James McNew já disse que a banda fará um set bem variado, com músicas que não costumam tocar muito. Além de McNew, a banda é formada por Ira Kaplan, na guitarra e voz, e sua esposa, Georgia Hubley, na bateria.Yo La Tengo - Sesc Pompéia (Rua Clélia, 93, tel.: 3871-7700). Quarta e quinta-feira, às 21 h. Ingressos: R$ 25 (esgotados).Leia mais

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2001 | 10h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.