Wilson Pickett é destaque de pacote da Warner

Pacote do mitológico selo Rhino, que acaba de ser despejado no mercado brasileiro pela Warner Music, traz meia dúzia de coletâneas deliciosas. Esta aqui de Wilson Pickett está no topo da lista.The Exciting Wilson Pickett é uma festa absurda que inclui as faixas Land of 1000 Dances (a primeira da fúria do Alabama a atingir o topo das paradas) ao incêndio In the Midnight Hour, gravada em 12 de maio de 1965 e que projetou o artista como gênio da soul music.Pickett começou a carreira numa banda em sua terra natal chamada The Falcons, que acabou em 1963. A partir daí se desenha uma carreira-solo de fundamental importância para a música negra americana. No mesmo ano, Pickett assinou com Jerry Wexler, da Atlantic Records, o mesmo que já havia trazido à luz nomes como Ray Charles e The Drifters.As 12 faixas pinçadas para The Exciting Wilson Pickett foram cuidadosamente pinçadas de seus discos realizados entre 1965 e 1966, basicamente. Entre os músicos que o acompanhavam estavam o pianista Spooner Oldham, o trompetista Wayne Jackson e o saxofonista Andrew Love.O disco tem uma divisão entre as músicas compostas por Pickett e por outros. Destacam-se, entre os hits de outras lavras, Barefootin, uma formidável composição do saxofonista Robert Parker; e She´s So Good to Me.Wilson Pickett conta uma história, recontada por A. Scott Galloway (da Urban Network Magazine) no encarte do disco, que é uma delícia. Uma vez, durante uma turnê na Inglaterra, um dos Beatles Ringo perguntou-lhe como ele explicava a soul music. "A soul não é nada além de um sentimento", afirmou. De privação dos sentidos, nos ensina Pickett.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.