Whitney Houston leiloa objetos pessoais para pagar dívida

Mais de 400 objetos pessoais de Whitney Houston, desde vestidos de estilistas famosos até instrumentos musicais, foram leiloados nesta quarta-feira para que a atriz e cantora pudesse pagar uma dívida. A ganhadora de um prêmio Grammy foi obrigada pela Corte Suprema de Nova Jersey a vender seus pertences para saldar os US$ 175 mil em dívidas contraídas com o depósito que armazena os objetos. O leilão aconteceu nesta quarta na J. Willner Auctions, uma firma especializada em casos de leilões por insolvência financeira. Os lotes mais valiosos eram os instrumentos musicais e equipamentos de som utilizados na turnê que Whitney realizou em 1999. Roupas de Giorgio Armani, Jean-Paul Gaultier e Gianni Versace, assim como objetos íntimos, como o conteúdo das gavetas do criado-mudo, também foram a leilão. O total arrecadado não poderá ser revelado devido ao litígio, de acordo com Steve Newmark, co-proprietário da J. Willner Auctions. O que exceder o total da dívida ficará nas mãos de Houston. Entre as peças mais inusitadas estava "O Trono de Whitney", uma cadeira pomposa de couro branco e metacrilato. Também foram leiloados prêmios, sintetizadores, teclados e baterias, assim como dois pianos. A carreira de Whitney Houston foi prejudicada pelos seus problemas de dependência de drogas. Duas vezes ela teve de passar por programas de desintoxicação. Em outubro de 2006, a cantora pediu o divórcio do cantor Bobby Brown, após 14 anos de casamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.