Wayne Shorter é revisado em coletânea dupla

Considerado um dos maiores saxofonistas de todos os tempos, Wayne Shorter tem um retrospecto de respeito no mundo do jazz. Ele despontou no Jazz Messengers, do baterista Art Blakey, no início dos anos 60, logo depois foi convidado por Miles Davis para fazer parte de seu quinteto, que contava ainda com Herbie Hancock, Ron Carter e Tony Williams, entre 64 e 70. No início do jazz fusion, Shorter criou, ao lado de Joe Zawinul e Miroslav Vitous, o Weather Report, que mais tarde teria a participação do baixista Jaco Pastorius. Desde então, o saxofonista tem trabalhado em discos solos e participado de outros projetos. Para comemorar 50 anos de carreira, e 71 de vida, o saxofonista lança a coletânea dupla Footprints: Life & Music Of Way, que traz 22 faixas gravadas entre 1960 e 2003. Apesar de ser impossível resumir uma obra tão rica e extensa como a de Shorter, o CD tem o mérito de englobar as mais distintas fases de sua carreira, que nasceu no bebop, passou pelo fusion e caminha até hoje sem fronteiras.O disco abre com ?Lester Left Town?, da época dos Jazz Messengers, ao lado do trompetista Lee Morgan. Em seguida, ?Speak No Evil?, do álbum homônimo, acompanhado por Freddie Hubbard. Para fechar a fase pré-Miles, ?Time of the Barracudas?, do arranjador Gil Evans. Em 64, Shorter se junta a Miles Davis, aqui representado pelas músicas ?E.S.P.?, ?Footprints?, ?Nefertiti? e ?Sanctuary?, essa última do clássico Bitches Brew, de 1970. Com o grupo Weather Report, quatro faixas, duas delas ?Black Market? e ?Heavy Weather? já com Pastorius. No meio dos anos 70, o saxofonista começou a trabalhar com outros músicos. Destaque para as parcerias com Milton Nascimento, que aqui aparece em ?Ponta de Areia?, com o dupla Steely Dan, em ?Aja?, e ao lado de Joni Mitchell, em ?Dry Cleaner from Des Moines?, do aclamado disco Mingus.A fase mais pop também está aqui. Destaque para ?Children of the Night?, ?In Walked Wayne?, com o trombonista J.J. Johnson, e ?Mahogany Bird?, com Shorter no sax soprano. Em 98, a parceria com o pianista Herbie Hancock foi retomada no CD 1+1, que levou um Grammy pela música ?Aung San Suu Kyi?, incluída nesta compilação, que termina com ?Masquarelo?, do aclamado CD ao vivo Footprints, de 2002.Para saber mais sobre Wayne Shorter, além do CD duplo, o consumidor também poderá recorrer aos livros. O saxofonista ganhou sua primeira biografia oficial. Escrita por Michelle Mercer, o livro, de 320 páginas, traz um panorama completo das cinco décadas de carreira do músico. A edição não deve ser lançado no Brasil. Já o CD deve sair no primeiro trimestre de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.