Warner rejeita oferta de compra da EMI

A Warner Music Group, que conta com cantores como Madonna e James Blunt, rejeitou uma oferta de compra de sua arqui-rival, a gravadora EMI, que avaliou o grupo americano em US$ 4,23 bilhões, segundo informou nesta quarta-feira a companhia britânica.A fusão das duas empresas poderia criar a terceira companhia fonográfica do mundo, atrás da Universal Music e da Sony BMG. Segundo o The New York Times, a Warner e a EMI juntas concentrariam 24,7% do mercado fonográfico, ficando logo atrás da Universal, que detém 25,5%.Segundo a EMI, que tem cantores como Robbie Williams e a banda Coldplay, a gravadora americana Warner comunicou que não deseja iniciar negociações para uma possível aquisição.A EMI fez uma proposta à Warner na segunda-feira com uma oferta em dinheiro e ações em que avaliava cada título da companhia em US$ 28,50.Apesar de tudo, a companhia do Reino Unido indicou que ainda está interessada na Warner Music, ma não a qualquer custo. A EMI considera que uma aquisição da Warner Music seria atrativa para os dois grupos de acionistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.