Vozes de Minas e do Rio chegam a SP

Dono de uma das mais belas vozes da nova geração, o compositor e violonista mineiro Renato Motha lança no sábado seu quarto disco, Todo (gravadora Paulus). Renato produziu, dirigiu, compôs e fez os arranjos de Todo, como nos trabalhos anteriores. E contou com a colaboração vocal da cantora Patrícia Lobato.Formam uma dupla que está consagrada em Minas, vem sendo reconhecida em festivais pelo Brasil e foi finalista da terceira edição do Prêmio Visa de MPB, no ano passado.O repetório é quase todo de canções delicadas, toadas que ecoam o barroco mineiro e o transportam para o tempo presente - os andamentos podem ser de bossa nova, podem evocar o pop dos anos 60 e 70 - é inescapável a influência do Clube da Esquina -, mas a música reflete aquelas paisagens e horizontes da terra do autor.Renato divide a assinatura das letras com a parceira de vozes Patrícia Lobato em quase todas as faixas. O entrosamento vocal deles é perfeito, harmonia rara e preciosa. Fale com Renato pelo e-mail renatomotha@hotmail.com.Amanhã e depois, no Sesc Pompéia, em São Paulo, a dupla Paulo César Feital e Jorge Simas lança o resultado de alguns anos de parceria, sambas reunidos no CD Carta ao Rei, produção independente. São dois nomes conhecidos no meio musical ambos cariocas, os dois dedicados em tempo integral ao samba e ao choro.O violonista de sete cordas Jorge Simas é fundador do grupo Nó em Pingo d´Água. O grupo é um dos fundamentais do renascimento do choro, nos anos 90. É presença importante em discos de grandes intérpretes do samba e do choro. Simas é um ás de seu instrumento. Poucos sabem que é também compositor, com mais de 200 músicas em parceria com Délcio Carvalho, Zeca Pagodinho, Dona Ivone Lara, Jorge Aragão, João Nogueira e outros bambas.O parceiro mais recente é Paulo César Feital, que tem mais de 300 composições gravadas e muitos sucessos - o maior deles é Saigon, famoso nas vozes de Emílio Santiago e Beth Carvalho. É parceiro de Lenine, João Nogueira, Elton Medeiros, Nelson Cavaquinho e mais.A importância de Carta ao Rei pode ser avaliada pelas participações especiais: Chico Buarque abre o disco, cantando Labareda, uma homenagem a João Nogueira; depois aparecem Leny Andrade, Paulo Moura, Selma Reis, Carlinhos Vergueiro, Cris Delanno, Rildo Hora. Para compra e mais informações, veja www.jorgesimas.com.br.Serviço - Renato Motha. Sábado, às 22 horas. Retirem-se os ingressos 1 hora antes. Teatro Denoy de Oliveira. Rua Rui Barbosa, 323, tel. 251-3119Jorge Simas e Paulo César Feital. Amanhã e depois, às 21 horas. De R$ 7,50 a R$ 15,00. Choperia do Sesc Pompéia. Rua Clélia, 93, em São Paulo, tel. (11) 3871-7700.

Agencia Estado,

18 de outubro de 2001 | 17h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.