Mark Blinch/ Reuters
Mark Blinch/ Reuters

Volume de desistências por ausência de Lady Gaga será pequeno, acredita Rock in Rio

'Estou bem curiosa para ver o que vai acontecer,  nossa expectativa é de que não vai esvaziar', disse Roberta Medina

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2017 | 15h02

RIO - A vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, acredita que o número de desistências e pedidos de reembolso de ingresso por conta da ausência da cantora Lady Gaga será pequeno. Roberta disse que o diretor artístico do festival, Paulo Fellin, recebeu a notícia do cancelamento da vinda de Gaga, por motivo de saúde, às 6 horas de quinta-feira. Começou então uma grande operação para arrumar um substituto e comunicar a mudança ao público.

"Estou bem curiosa para ver o que vai acontecer,  nossa expectativa é de que não vai esvaziar. Claro que vai ter muito fã super triste. Mas no Rock in Rio Lisboa tivemos uma situação assim e foi irrisório. Na quinta, 14, nosso monitoramento de redes sociais mostrou que só 0,7% das pessoas ia desistir", disse Roberta. A opção pelo Maroon 5 no lugar de Gaga se deu porque a banda já tocaria sábado, e estava em Curitiba. "Eles foram muito parceiros. A equipe não dormiu."

O cancelamento  de Gaga, que seria a principal atração desta sexta, depois de Ivete Sangalo, Pet Shop Boys e 5 seconds of summer, deixou muitos fãs decepcionados. Na quinta-feira, 14, o Estado entrevistou muita gente chorando.

Sentindo muitas dores no corpo, Gaga não pôde viajar, e será substituída pela banda Maroon 5, que já fecharia a noite de amanhã no Palco Mundo. Ela tem fibromialgia, ou síndrome da dor generalizada, o que causa dores agudas espalhadas pelo corpo, além de fadiga e outros desconfortos. 

Às 15h15 de quinta, Gaga tuitou: "Brasil, eu estou arrasada por não estar bem o suficiente para ir para o Rock in Rio. Eu faria qualquer coisa por vocês, mas preciso cuidar do meu corpo neste momento. Peço a compreensão de vocês e prometo que vou voltar para cantar em breve. Fui levada para o hospital. Não é uma simples dor ou cansaço da turnê. É uma dor muito forte. Estou em boas mãos, com os melhores médicos."

Os shows deste primeiro dia de Rock in Rio começam às 15 horas, no Palco Sunset. Na ordem, se apresentam o britânico SG Lewis, Céu, que convida a banda goiana Boogarins, Fernanda Abreu, com a Focus Cia de Dança e o Dream Team do Passinho, e uma homenagem coletiva ao centenário do samba, feita por Monarco, Alcione, Martinho da Vila, Mart'nália, Jorge Aragão e Roberta Sá. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.