Vocalista do R.E.M, Michael Stipe, assume homossexualidade

Líder revela que é gay para 'ajudar' aos jovens homossexuais; tecnicamente, cantor já havia se revelado em 2001

Efe,

20 de março de 2008 | 14h36

O vocalista do R.E.M., Michael Stipe, de 48 anos, admitiu abertamente a uma publicação americana que é gay. O cantor fez a revelação com o intuito de "ajudar" aos jovens homossexuais, em entrevista publicada na edição desta semana da revista Spin.   R.E.M. apresenta novo álbum em festival de música no Texas   Tecnicamente, Stipe revelou sua homossexualidade em 2001, numa entrevista à revista Time. Mas o cantor, que na ocasião se definiu como um "artista gay", disse que não queria ser identificado como gay, heterossexual ou bissexual.   Stipe reconhece que "nem sempre" viu o quão útil sua saída do armário poderia ser para os outros. Porém, agora ele diz achar positivo o fato de figuras públicas tratarem do tema de forma aberta.   À revista, o cantor acrescenta que sempre foi sincero sobre sua orientação sexual com os parceiros de banda, a família, os amigos e as pessoas com as quais se relacionou. No entanto, declarou que sempre "pensou" que sua condição "era bastante óbvia".   Nas declarações publicadas esta semana, Stipe disse que a situação que viveu nos anos 80 era "super complicada". "Na época, nem sempre via que (o fato de ser gay) poderia ser importante para outras pessoas.Mas agora, sim, certamente que é o caso. Certamente é necessário", declarou o vocalista, cuja banda vai lançar o álbum Accelerate em abril.

Tudo o que sabemos sobre:
R.E.MMichael Stipehomossexualidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.