Viúva de James Brown é proibida de entrar em casa

O advogado de James Brown confirmou nesta terça-feira que a companheira do falecido cantor teve negado seu acesso à casa dele, porque não eram casados legalmente. O advogado Buddy Dallas disse à The Associated Press que TomiRae Hynie era casada com um homem do Texas em 2001, quando se uniu a Brown, por isso seu segundo casamento foi considerado nulo e sem valor legal.Dallas disse que apesar de Rae ter anulado o casamento anterior, nunca se casou com Brown, como era necessário ter feito para tornar legítima sua união."Eu suponho que isso signifique que ela de vez em quando era uma convidada na casa do senhor Brown", acrescentou Dalas.Os encarregados do patrimônio deixado por Brown proibiram a entrada de Rae na segunda-feira, quando ela tentou entrar na casa do cantor em Beech Island, na Carolina do Sul. Brown havia morrido pouco antes, em um hospital de Atlanta, aos 73 anos.Dallas declarou nesta terça-feira que não será permitida a entrada de ninguém na casa até que as autoridades judiciais definam quais as pessoas que serão consideradas legítimas herdeiras do patrimônio de Brown."Não se trata de uma referência a ela como pessoa", disse Dallas. "Nem sequer eu estive na casa, nem o farei até que se consiga o protocolo apropriado".Tomi Rae, de 36 anos, disse na segunda-feira que acredita ter o direito de viver na casa de Brown. "Esta é a minha casa", disse ela a um repórter. "Não tenho dinheiro, não tenho para onde ir", acrescentou."Espero que isso não seja interpretado como uma descortesia ou uma antipatia", declarou Dallas. "A senhorita Tomi Rae tem uma casa a algumas quadras de distância da do senhor Brown, onde morava periodicamente quando não estava com ele. Ela não ficou sem lugar nem sem casa".Dallas acrescentou que Brown e Tomi Rae não se viam há várias semanas antes da morte dele. O casal tinha uma relação turbulenta.Em 2004, James Brown se declarou culpado de um acusação de violência doméstica após uma discussão com Tomi Rae. Foi deixado em liberdade após pagar uma multa de US$ 1.087 dólares.Dallas disse que devem ser cumpridas as formalidades legais após a morte de Brown, acrescentando que ele ordenou que uma administradora cuidasse de sua propriedade para seus filhos. Brown teve pelo menos quatro filhos. O advogado recusou-se a entrar em detalhes sobre as últimas instruções de Brown.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.