Carlos Severo
Carlos Severo

Virada Cultural terá homenagem às vítimas de incêndio em São Paulo

Secretário de Cultura André Sturm acata ideia surgida durante entrevista com o 'Estado' e afirma que vai pedir para que atrações façam um minuto de silêncio antes das apresentações; dois palcos que estavam no Largo do Paiçandu vão mudar de local

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2018 | 19h28

A Virada Cultural, maior festa do calendário municipal de São Paulo, vai mudar a localização de dois palcos e homenagear as vítimas do edifício Wilton Paes de Almeida durante os shows que serão realizados entre às 18h do próximo dia 19 e 18h do dia 20.

+++ Bandidos explodem caixas eletrônicos em Nazaré Paulista

O secretário de Cultura André Sturm afirmou ao 'Estado' que os dois pontos que estariam mais próximos ao local da tragédia, no Largo do Paiçandu, terão novos endereços. O chamado Palco do Circo, que ficava em frente à Galeria do Rock, vai para a Rua Dom José Gaspar. O outro tablado, colocado quase em frente ao do Circo, vai para a esquina da São João com a Avenida Duque de Caxias. “Não haverá problemas de acessibilidade, a Avenida São João estará livre”, diz Sturm.

+++ Dá vontade de cavar com a mão até achá-la, diz irmão de desaparecida em desabamento

A reportagem conversava com o secretário sobre a fatalidade às vésperas do evento e uma homenagem às vítimas do incêndio no Wilton Paes de Almeida, que ficava no coração da festa, em frente à icônica Galeria do Rock. Algo como um silêncio dos artistas pelas pessoas afetadas e pelos dois mortos encontrados até a manhã desta terça-feira (5). “É uma boa ideia”, disse Sturm. “Vou pedir para incluírem isso ainda hoje.” Ainda não está definido se cada grupo fará um minuto de silêncio antes dos shows, como cogitou o secretário na entrevista, ou se todos os artistas se mobilizariam na mesma hora para uma homenagem em bloco. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.