Tarisio/AFP
Tarisio/AFP

Violino Stradivarius é vendido a R$ 76 milhões em leilão nos EUA

Instrumento foi utilizado por músico que trabalhou na trilha sonora do filme 'O Mágico de Oz' (1939) e deu aulas a Albert Einstein

AFP, Agência

11 de junho de 2022 | 12h25

Um raro violino Stradivarius que pertenceu a um virtuoso russo-estadunidense e foi usado na trilha sonora de O Mágico de Oz foi vendido na quinta-feira, 9, por US$ 15,3 milhões de dólares (o equivalente a R$ 76 milhões) em Nova York, logo abaixo do recorde de um instrumento deste tipo, segundo a casa de leilões Tarisio.

O violino, fabricado em 1714 pelo maestro Antonio Stradivari, pertenceu ao virtuoso Toscha Seidel, que não apenas o utilizou na gravação do clássico de Hollywood de 1939, como também enquanto ensinava ao seu famoso aluno Albert Einstein.

Este violino esteve ao lado do grande cientista e matemático enquanto tocavam quartetos na casa de Albert, em Princeton, Nova Jersey", disse Jason Price, fundador da Tarisio, que se especializa em instrumentos de corda.

Seidel, que imigrou aos Estados Unidos na década de 1930, e Einstein, que fugiu do regime nazista da Europa, participaram de um concerto em Nova York em 1933 em apoio aos cientistas judeus alemãs que fugiam.

Dos milhares de instrumentos fabricados por Stradivari, hoje se conhecem cerca de 600. 

"Entre eles, muitos estão em museus, muitos estão em fundações, e estão em situações que não serão vendidos", indicou Price. 

"Há alguns poucos escolhidos que são conhecidos como exemplos do Período Dourado, que é aproximadamente entre 1710 e 1720 [...] e esses, em sua maioria, são os mais desejados e valorizados".

O violino havia pertencido anteriormente à coleção Munetsugu, do Japão. A Tarisio não revelou quem foi o comprador. 

O recorde de valor por um Stradivarius em leilão foi estabelecido em 2011, quando um violino batizado como Lady Blunt, que se diz ter pertencido a Lady Anne Blunt, neta do poeta Lord Byron, foi vendido por US$ 15,9 milhões, em Londres.

Em 2014, outro Stradivarius, cujo preço de leilão foi fixado em um mínimo de US$ 45 milhões, não foi vendido. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Stradivariusviolino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.